Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10007
Título: Qualidade dos frutos de sete genótipos de abacaxizeiro
Autor(es): Cunha, Joilton Tavares
Orientador: Ventura, José Aires
Data do documento: 22-Fev-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O abacaxizeiro exibe um mercado que movimenta anualmente cerca de US$ 1 bilhão, é cultivado em mais de 50 países, sendo o Brasil o segundo produtor mundial. A expansão desse mercado está diretamente relacionada à produção de frutos de alta qualidade, o que exige esforços de pesquisadores na busca de genótipos superiores que agradem o consumidor pelo sabor, aroma, integridade da polpa e valor nutricional. O presente estudo caracterizou a polpa de diferentes genótipos de abacaxizeiro (Smooth Cayenne, Pérola, Vitória, EC-117, EC-118, EC-119 e EC-122) com o objetivo de subsidiar a seleção de híbridos promissores e categorizar as cultivares já estabelecidas no mercado. Os frutos foram analisados quanto à composição de açúcares, acidez, umidade da polpa, perfil de elementos minerais, capacidade antioxidante total da polpa pelos métodos ABTS e DPPH, fenólicos totais, flavonoides e ácido ascórbico. Os frutos da cv. Vitória destacaram-se pelos maiores teores de potássio e ferro, pela grande quantidade de açúcares e pela polpa mais concentrada. Foram verificadas na cv. Pérola e no híbrido EC-119 frutos com baixa acidez e alto poder antioxidante, entretanto, a cv. Pérola mostrou-se a mais pobre nutricionalmente. O trabalho caracterizou os compostos voláteis dos três genótipos já inseridos no mercado, Vitória, Pérola e Smooth Cayenne e verificou que os frutos apresentam aromas semelhantes (com mais de 40 compostos) e os da cv. Pérola, uma maior concentração de notas cítricas. Em conjunto, o estudo avaliou as características associadas ao escurecimento interno da polpa desses genótipos. Vitória e Smooth Cayenne apresentaram o maior potencial de serem suscetíveis ao escurecimento interno da polpa visto que tiveram as menores concentrações de ácido ascórbico e enxofre e, consequentemente, menor atividade da polifenoloxidase e da peroxidase. Assim, evidenciou-se que dentre os sete genótipos, a cv. Vitória se destaca pelo sabor e riqueza de minerais na polpa, embora exija maiores cuidados para impedir o escurecimento interno e a cv. Pérola, mesmo mais resistente ao escurecimento, é pobre em minerais e tem baixo potencial de dulçor. Palavras-chave: Açúcar, minerais, DPPH, aroma, polifenoloxidase (PPO), browning, Ananas comosus, cv. Vitória
The pineapple shows a market that moves annually about US$ 1 billion, is grown in over 50 countries, with Brazil being the world's second largest producer. The expansion of thismarket is directly related to the production of high quality fruit, which requires efforts of researchers in the pursuit of superior genotypes that delight the consumer by the taste, aroma, integrity and nutritional value of pulp. This study characterized the pulpof different genotypes of pineapple ('Smooth Cayenne', 'Pérola', 'Vitória', EC-117, EC-118, EC-119 and EC-122)with the aim of assisting the selection of promising hybrids and categorizescultivars already established in the market. Fruitswere analyzed as the composition of sugars, acidity,humidity pulp, mineral elements profile, pulp total antioxidant capacity by ABTS and DPPH methods, total phenolic, flavonoid and ascorbic acid. The fruits of cv. Vitória stood out by higher levels of potassium and iron, the largeamount of sugars and the more concentrated pulp. Were observed in cv. Pérolaand hybrid EC-119 fruit with low acidity and high antioxidantpotential, however, cv. Pérolaproved to be the most nutritionally poor. The study characterized the volatile compounds of three genotypes already in the market, 'Vitória', 'Pérola' and 'Smooth Cayenne' and found that the fruits have similar aromas (over 40 compounds)and cv. Pérola, a higher concentration of citrus notes. Together, the study evaluated characteristics associated with internal browningin this genotipes. 'Victory' and 'Smooth Cayenne' showed the highest potential to be susceptible to internal browning since it had the lowest concentrations of ascorbic acid and sulfur and, consequently, lower activity of polyphenol oxidaseand peroxidase. Thus, it was evidenced that among the seven genotypes, cv. Vitória stands by taste and wealth of minerals in the pulp, although it requires greater care to prevent browning and cv. Pérolaeven more resistant to browning, is poor in minerals and has low sweetnesspotential.Keywords:Sugar, minerals, DPPH, aroma,polyphenol oxidase(PPO), browning, Ananas comosus, cv. Vit
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10007
Aparece nas coleções:PPGBV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7416_Tese - Joilton Tavares Cunha.pdf867.59 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.