Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10012
Título: EFEITOS DA ADUBAÇÃO FOLIAR COM SILÍCIO NA RESISTÊNCIA DO CACAUEIRO (Theobroma cacao L.) À VASSOURA-DE-BRUXA (Moniliophthora perniciosa (Stahel) Aime & Phillips-Mora)
Autor(es): FANTINATO, D. E.
Orientador: MILANEZ, C. R. D.
Coorientador: AGUILAR, M. A. G.
Palavras-chave: Palavras-chave: cacauicultura
fitopatologia
resistência in
Data do documento: 26-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: FANTINATO, D. E., EFEITOS DA ADUBAÇÃO FOLIAR COM SILÍCIO NA RESISTÊNCIA DO CACAUEIRO (Theobroma cacao L.) À VASSOURA-DE-BRUXA (Moniliophthora perniciosa (Stahel) Aime & Phillips-Mora)
Resumo: RESUMO Efeitos da adubação foliar com silício na resistência do cacaueiro (Theobroma cacao L.) à vassoura-de-bruxa (Moniliophthora perniciosa (Stahel) Aime & Phillips-Mora) O grande interesse econômico do cacaueiro (Theobroma cacao) é devido, principalmente, à utilização de suas sementes para a produção de manteiga de cacau e chocolate. No entanto, esse agronegócio tem enfrentado uma crise em decorrência da vassoura-de-bruxa, considerada uma das doenças mais destrutivas do cacaueiro e causada pelo fungo Moniliophthora perniciosa. Uma alternativa no manejo de doenças em plantas que tem sido utilizada é a indução de resistência, podendo ser obtida através de tratamentos utilizando produtos a base de silício. Assim o objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficácia de diferentes doses de silício na proteção de plantas de cacaueiro, genótipo Catongo, contra a doença vassoura-de-bruxa por meio da análise de características morfo-fisiológicas e bioquímicas. O delineamento experimental foi em Blocos Casualizados (DBC), com 4 repetições, em arranjo fatorial 2 x 4, constituído de dois fatores de inoculação (inoculado e não-inoculado) e quatro doses de silício (0 mg mL-1 ; 0,5 mg mL-1; 1,0 mg mL-1 e 2,0 mg mL-1) com o produto AgriSil (98% de SiO2), resultando em 32 parcelas com 10 plantas cada, totalizando 320 plantas. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância e regressão. Foram realizadas análises enzimáticas, trocas gasosas, teor de silício foliar e densidade estomática. Plantas inoculadas apresentaram aumento da fotossíntese e das atividades de quitinases e polifenoloxidases com a aplicação de doses crescentes de Si. Já a densidade estomática mostrou-se máxima na dose 0,79 mg/mL de Si, enquanto a concentração máxima de Si nas folhas foi obtida na dose 0,7 mg/mL de Si. Os resultados sugerem que doses crescentes de silício demonstram-se benéficas para amenizar os efeitos causados por M. perniciosa em mudas de cacaueiros. Palavras-chave: cacauicultura, fitopatologia, resistência induzida, quitinase, polifenoloxidase.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10012
Aparece nas coleções:PPGBV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8117_DISSERTAÇÃO_FANTINATO.pdf1.66 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.