Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10028
Título: Potencial alelopático de extratos de sementes de Physalis peruviana L. (Solanaceae)
Autor(es): Mariquito, Anderson
Orientador: Corte, Viviana Borges
Coorientador: Andreão, Almir
Data do documento: 6-Abr-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Physalis peruviana L. (Solanaceae), nativa da América do Sul, é cultivada principalmente na Colômbia atraindo o interesse de alguns produtores brasileiros para produção de sua fruta, que tem alto valor de mercado. Existem vários estudos com a P. periviana no Brasil, no entanto, não existem trabalhos com alelopatia. Por isso, em busca de alternativas ao uso de herbicidas sintéticos altamente poluentes, objetivamos estudar o seu potencial alelopático. Foram utilizados extratos semente da P. peruviana na germinação das sementes e crescimento inicial de uma planta cultivada e outra daninha (alface e capim colonião, respectivamente). As foram trituradas e maceradas com extratores de polaridade decrescente: metanol, acetato de etila e hexano. Após este procedimento, o solvente foi evaporado e preparadas três concentrações (200 mg/L, 400 mg/L e 800mg/L) dos extratos que foram comparados com um controle (0 mg/L). Para o teste de germinação, as sementes foram acondicionadas em placas de Petri, forradas com papel germitest e embebidas com os extratos e água destilada no controle. Foram utilizadas 100 sementes por tratamento, mantidas em câmara de germinação tipo BOD com luz constante com quatro lâmpadas fluorescentes (20W) e temperatura constante de 20ºC e 25ºC, para a alface e capim colonião, respectivamente. O número de sementes germinadas foi contado diariamente, obtendo-se ao final de 7 dias, a porcentagem de germinação, o índice de velocidade de germinação (IVG) e comprimento da radícula. Houve interação significativa entre os diferentes extratores, concentrações e plantas testadas para todos os parâmetros avaliados, de acordo com o teste de Scott Knott ao nível de 1% de probabilidade. Dos nove extratos de sementes testados, apenas dois afetaram a germinação da alface, ao passo que cinco extratos reduziram significativamente a germinação do capim colonião. Observou-se que os extratos acetato de etila, em todas as concentrações, foram capazes de inibir a germinação do capim colonião, mas não da alface. O IVG foi reduzido em ambas plantas apenas nos extratos acetato de etila e hexânico. O comprimento da radícula de ambas plântulas foi reduzido sempre a partir da concentração de 400mg/L. Foi testado o efeito das concentrações dos extratos para avaliar a alteração do potencial hidrico dos extrato. Foi utilizado o peg 6000, para isto, e em nenhum deles ouve alteração significativa. Foi feito um ensaio biologico Allium cepa para avaliar indice mitotic. Apenas o extrato metanólico teve efeito significativo. Neste extrato foi encontrado a presence de saponinas e cumarinas que seriam responsáveis por estes resultados. Tais resultados indicaram um efeito promissor para aplicação futura na agricultura viabilizando a sustentabilidade ambiental e a redução do uso de herbicidas sintéticos.
Physalis peruvianahas attracted the interest of Brazilian farmers due to the high market value of the fruits. However, the insertion of this exotic plant was not followed by studies on its allelopathic potential. Thus, due to relevant ecological and economic issues, the objective of this research was to verify the allelopathic potential of this plant determining the chemical classes present in the extracts. Extracts of hexane, ethyl acetate and methanol of Physalis peruvianaseeds at concentrations of 0 , 200, 400 and 800mg/ L of lettuce (Lactuca sativa L.), and guinea grass (Panicum maximumJacq cv. Tanzania) were analyzed evaluating the following aspects: germination percentage, germination speed index (GSI), radicle length, shoot length, mitotic index, as well as preliminary phytochemical screening. The design was completely randomized with five repetitions. The results were submitted to the analysis of variance and the means were analyzed by the Scott Knott test at the level of 5% probability. Only the methanolic extractat the concentrations 400mg / L and 800mg / L affected the germination of lettuce while the other extracts and concentrations tested, significantly reduced the germination of (guinea grass) Panicum maximum. The ethyl acetate extract in all concentrations,was able to inhibit the germination of (guinea grass) Panicum maximum, but not the germination of lettuce. The GSI was reduced in both plants only in the extracts of ethyl acetate and hexane. The methanol extract, the only one in which there are coumarinsand saponins, had a significant effect on the mitotic index. These results indicate significant allelopathic effect of Physalis seed extracts on (guinea grass)Panicum maximum, which may represent a promising future use in sustainable agriculture
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10028
Aparece nas coleções:PPGBV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9616_Dissertação Anderson Mariquito.pdf1.71 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.