Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10050
Título: CONSIDERACIONES SOBRE LA PRODUCCIÓN DEL ESPACIO PÚBLICO: UNA LECTURA DE LA CIUDAD CONTEMPORÁNEA - CÓRDOBA, ARGENTINA
Autor(es): LACHERRE, M. C.
Orientador: ESTEVES JUNIOR, M.
Data do documento: 24-Mar-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LACHERRE, M. C., CONSIDERACIONES SOBRE LA PRODUCCIÓN DEL ESPACIO PÚBLICO: UNA LECTURA DE LA CIUDAD CONTEMPORÁNEA - CÓRDOBA, ARGENTINA
Resumo: A condição urbana contemporânea, em relação a cidade e a sua urbanidade, vê-se atravessada por novos paradigmas que compreendem as transformações sócias, econômicas, políticas e culturais em curso. Esses paradigmas, associados aos atuais modelos de produção pôs industrial, de gestão política neoliberal e ao poder do capital globalizado, tem gerado uma nova geografia política e urbana, mudando a forma de produção e de consumo do território (num sentido mais amplo), e da urbe (num sentido mais particular). Desde as diferentes possibilidades de abordagem que essa temática oferece, este estudo pretende discutir a configuração ou reconfiguração do território, por meio de uma de suas peças chaves: o espaço público. Por isso, o trabalho adota um método de leitura multiescalar, que incialmente parte do estudo das redes e dos fluxos globais, nem sempre visíveis, para entender como eles organizam o espaços das diferentes localidades. Se sugere três escalas de aproximação ao território: 1- uma macroescala, que discute sobre as atuais condições do fenômeno urbano em suas interações com a globalização; 2- uma mesoescala, como posição intermediária da análises sobre a condição metropolitana e municipal, com foco na cidade de Córdoba, Argentina; 3- uma microescala, para uma aproximação aos espaços públicos, com um recorte espacial específico: o bairro Nueva Córdoba. Se discute sobre as subsequentes intervenções urbanas realizadas no sistema de espaços públicos, por meio de um cruzamento entre diversas perfectivas: historiográficas, morfológicas, vivenciais e simbólicas. Essa leitura revelou que a gestão pública assumiu o papel de agente econômico, ao preparar e produzir o território para o consumo mercadológico e como atração turística. E com essa série de intervenções, se transformou o território num circuito carregado de símbolos e fetiches; que ao mesmo tempo, concentrou os benefícios das intervenções, em términos de qualidade urbana, numa única área de privilegio. Em outras palavras, o objeto empírico, é mais do que objeto direito de pesquisa propriamente dito, pois é entendido como ícone que ilustra os fenómenos analisados nas leituras teóricas e nas reflexões posteriores destas. Com isto, se invita a refletir sobre nossa cidade atual, gerando aportes, que sirvam como instrumentos, e que permitam enfrentar os desafios colocados, para fazer cidade na cidade. Palavras-chaves: Urbanização. Configuração Territorial. Espaços Públicos. Córdoba. Nueva Córdoba.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10050
Aparece nas coleções:PPGAU - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10776_Maria Candelaria Lacherre.pdf7.21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.