Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10327
Título: Características sensoriais e o risco microbiológico em águas cinza tratadas para reuso predia
Autor(es): OLIVEIRA, L. O. V.
Orientador: GONCALVES, R. F.
Data do documento: 4-Nov-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: OLIVEIRA, L. O. V., Características sensoriais e o risco microbiológico em águas cinza tratadas para reuso predia
Resumo: Percepções de risco são iniciadas por reações afetivas e são representadas como um sentimento ou instinto para indicar rapidamente se algo é bom ou ruim, seguro ou inseguro. Desta forma, julgamento e percepções de risco são menos baseadas no conhecimento do que se "pensa" sobre um perigo e muito mais sobre como se sente sobre ele Assim, percepções como odor agradável ou desagradável do a ser reutilizado pode induzir a sentimentos de baixo ou alto risco ao usuário, influenciando diretamente na decisão do usuário ao reutilizar a água. O presente trabalho visa analisar as características sensoriais (odor) da água cinza-clara em diferentes etapas de tratamento de diferentes tipos de sistemas de reúso através de metodologias sensoriais, além de avaliar o risco microbiológico inserido no reúso da água cinza. O foco principal é identificar eventuais relações entre essas características e suas repercussões sobre o risco microbiológico e sobre a percepção sensorial dos usuários das águas cinza tratadas. O objetivo da pesquisa é fornecer subsídios técnicos para a consolidação da prática do reúso nas edificações brasileiras de acordo com critérios e parâmetros que assegurem o desempenho sanitário e ambiental dos sistemas de reúso predial de águas cinza. Para tanto foram elaborados três artigos: (1) Reúso Predial De Água Cinza Na Perspectiva Da Avaliação Quantitativa De Risco Microbiológico, (2) Avaliação Quantitativa Do Risco Microbiológico Decorrente Do Reúso Predial De Água Cinza Tratada Por Um Filtro Anaeróbio Seguido De Wetlands e (3)Estudo Da Percepção Do Usuário Do Sistema De Reúso Através De Análise Olfatométrica Da Água Cinza Tratada A Diferentes Níveis De Qualidade. É possivel estabelecer uma relação entre as análises olfatométricas e o risco microbiológico.Os resultados das análises olfatométricas revelaram que o efluente tratado em Wetland vertical apresentou odor com intensidade suficiente para ser percebido, mesmo tendo sua intensidade consideravelmente reduzida indicando esse tratamento como satisfatório na remoção do odor gerando um efluente de boa aceitação pelo usuário e microbiologicamente não acrescentando risco ao usuário. Como subsídios técnicos para a consolidação da prática do reúso nas edificações brasileiras torna-se plausível propor um limite para reúso de água em bacia sanitária de 1000NMP/100ml sem adicionar risco ao usuário.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10327
Aparece nas coleções:PPGEA - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9427_TESE LAILA VAZ.pdf6.42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.