Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10348
Título: A produção de textos na "era Enem" : subjetividade e autoria no contexto político-pedagógico brasileiro contemporâneo
Autor(es): Manso, Guilherme Brambila
Orientador: Vidon, Luciano Novaes
Data do documento: 8-Dez-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este trabalho traz resultados obtidos em pesquisa em nível de mestrado a respeito do lugar da subjetividade e da autoria na produção de textos no contexto da prova de redação do Enem, debatendo, concomitantemente, as perspectivas institucionais a respeito da linguagem, em que a produção de textos se insere, na contemporaneidade. Para tal, a pesquisa conta com uma análise documental da Base Nacional Comum Curricular (doravante BNCC), especificamente no que diz respeito à visão institucional sobre a linguagem no Ensino Médio e suas perspectivas curriculares para com essa esfera. Em diálogo com essa análise, o trabalho também conta com um estudo acerca da subjetividade e autoria em redações que obtiveram nota 1000 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a fim de se averiguar que autores são, de fato, vistos como modelos para o Enem, que é uma realidade do Ensino Médio brasileiro, e se esse panorama é passível de problematização. Ainda, o trabalho traz a proposta de colocar as proposições da BNCC em diálogo com os resultados obtidos do estudo das redações nota 1000, com vistas a discutir de que formas a prática textual tem se dado na contemporaneidade. Dessa forma, o trabalho guia-se pelos estudos em políticas linguísticas (RIBEIRO DA SILVA, 2013; AFONSO, 1998), que muito contribuem para a análise da BNCC; e pelas perspectivas de autoria de Bakhtin (1992 [2011]), Barthes (1984) e Foucault (1969), e de identidade, de Hall (1998), para a análise das redações nota 1000. Além disso, o trabalho é constantemente atravessado por vozes de demais autores que se engajam nas discussões em Linguística Aplicada (STREET, 1984; KLEIMAN, 2007; ROJO, 2009; VIDON, 2016; MENDES, 2013; et ali). Este estudo tem metodologia qualitativa, de base indiciária (GINZBURG, 1986), em que os resultados são observados em plano dialógico como componentes que instiguem constantemente novas problematizações.
This work brings up results obtained in a Masters research regarding the place of subjectivity and authorship in the writing context of Enem (National High School Examination) evaluation, a national exam applied to Brazilian students in the end of High School in order to enter in most public universities, concomitantly discussing the institutional perspectives regarding language and the writing in contemporaneity. To do so, the research has a documentary analysis of the National Curricular Common Base (hereinafter BNCC), specifically regarding the institutional vision on language in High School and its curricular perspectives towards this place. Dialoging with this analysis, the work also presents a study about subjectivity and authorship in essays that scored 1000 in Enem, in order to ascertain which authors are, in fact, seen as models for the exam system, which is a reality to the Brazilian High School, and whether this panorama is a subject of problematization. The investigation is also proposed to put the BNCC proposals in dialogue with the results obtained from the study of the 1000 graded essays, in order to discuss the ways in which textual practice has taken place in contemporary times. In this way, the work is guided by studies in linguistic policies (RIBEIRO DA SILVA, 2013; AFONSO, 1998), what contribute much to BNCC's analysis; and by the authorship perspective proposed by Bakhtin (1992 [2011]), Barthes (1984) and Foucault (1969), and identity, by Hall (1998), for the analysis of 1000 grade essays. In addition, the work is constantlycrossed by voices of other authors who are engaged in discussions in Applied Linguistics (STREET, 1984, KLEIMAN, 2007, ROJO, 2009, VIDON, 2016, MENDES, 2013, et ali). This study has a qualitative, index-based methodology (GINZBURG, 1986), in which the results are observed in the dialogical plane as components that constantly instigate new problematizations.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10348
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11530_DISSERTAÇÃO COMPLETA GUILHERME BRAMBILA MANSO.pdf5.62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.