Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10356
Título: A formação cidadã em tempos pós-modernos: contribuições de uma sequência didática de escrita colaborativa do hiperconto a partir da visão crítica da teoria dos (multi)letramentos
Autor(es): COSTA, G. S.
Orientador: CASOTTI, J. B. C.
Data do documento: 1-Mar-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: COSTA, G. S., A formação cidadã em tempos pós-modernos: contribuições de uma sequência didática de escrita colaborativa do hiperconto a partir da visão crítica da teoria dos (multi)letramentos
Resumo: RESUMO A narrativa do sistema capitalista e a alienação sobre os problemas sociais difundidos pelos meios de comunicação na pós-modernidade têm contribuído para o pensamento não-crítico e, consequentemente, para o conformismo diminuindo o espaço de diálogo. Além disso, novos textos e formas de produzir sentidos têm se proliferado com o avanço das novas tecnologias e, assim, vêm se constituindo um desafio para a escola. Entende-se a educação como mecanismo de resistência à massificação e acredita-se que a linguagem, como forma primeira de interação, possa tornar possível a reflexão crítica e a amenização dos conflitos, mas, para isso, o ensino precisaria se aproximar da realidade do aluno. O presente trabalho visa investigar o ensino de texto em situações reais do contexto social e verificar suas contribuições tanto para o aspecto da escrita como para a criação de ambiente de debate para o exercício da cidadania. Como fundamentação teórica, abordam-se os efeitos da globalização e a identidade do sujeito pós-moderno, sob o olhar de Bauman (2005), Giddens (1991) e Hall (2006); a escola como espaço crítico e democrático, com Perrenoud (2005), Giroux (1997) e Bittar (2008); traça-se o histórico do hipertexto e suas vantagens para o ensino, a partir de Xavier (2010; 2013), Gomes (2011), Lévy (1993; 1996), Santaella (2004), Marcuschi (2001), Leffa e Castro (2008) e Silva (2016) e propõe-se a criação de uma sequência didática para o ensino de hipercontos, de forma colaborativa, a partir do modelo de Dolz, Noverraz & Schneuwly (2004), Pinheiro (2011) e Behrens (2000), aliados aos princípios crítico-ideológicos dos (multi)letramentos, de acordo com Matêncio (2012), Kleiman (1995; 2007), Street (2003; 2012; 2014), Janks (2016), Kalantzis e Cope (2012) e Grupo Nova Londres (2000). A metodologia utilizada será a da pesquisa-ação em uma turma de terceiro ano de ensino médio do IFES Campus Itapina através do desenvolvimento da sequência didática que permitirá que os alunos discutam o tema intolerância em sala de aula, produzam o hiperconto e o leve à apreciação da comunidade de dentro e fora da escola. Os dados serão coletados através dos textos orais produzidos pelos alunos durante o debate, os questionários de análise de imagens e vídeos sobre os discursos da mídia e de avaliação do projeto e as produções textuais escritas resultantes da escrita colaborativa. Espera-se que essa perspectiva de ensino possa proporcionar, além da aprendizagem do gênero escrito, a oportunidade de o aluno de vivenciar a prática dos multiletramentos, a possibilidade de trabalhar de forma colaborativa e abrir espaço para a formação crítico-cidadã voltada ao respeito às diferenças. Palavras-chave: Hiperconto. Identidade. Multiletramentos. Formação cidadã.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10356
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11808_Versão Final Geilson.pdf2.57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.