Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10357
Título: A representação social nos discursos de custodiados em depoimentos
Autor(es): Boone, Maruza Brasil
Orientador: Tomazi, Micheline Mattedi
Data do documento: 15-Mar-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O objetivo principal deste trabalho consiste em analisar como atores sociais custodiados constroem suas representações sociais a partir de escolhas linguísticas e de estruturas discursivas polarizadas. Elegemos como corpus de pesquisa 408 respostas proferidas por custodiados por meio de um questionário aberto, portanto, um gênero discursivo, apreendido como discursos e que nos orientou na escolha de nosso quadro teóricometodológico. As análises das respostas do questionário apresentam-se como algo complexo, do qual não participam apenas informações de cunho linguístico, mas também de caráter social, histórico, cultural e cognitivo, haja vista que a análise discursiva não pode ser vista fora do entorno social, dos atores e do local onde se processaram esses discursos, bem como das ideologias presentes durante o processo discursivo. Adotamos uma proposta multidisciplinar e sociocognitiva de Análise Crítica do Discurso (ACD), de Van Dijk (1999; 2012; 2014; 2015) que se preocupa com as minorias e com as desigualdades numa perspectiva crítica. Ademais, essa proposta nos permite compreender a relação estabelecida entre sociedade, discurso e cognição. Para o estudo da história das prisões e das punições no contexto social, contamos com as contribuições de autores como Foucault (1987; 2002); Durkheim (2014), Beccaria (2002). Para a realização das análises, delimitamos categorias da proposta sociocognitiva de van Dijk, o que nos permitiu constituir um quadro com as categorias selecionadas para o procedimento das análises. Os resultados apontam que as escolhas lexicais dos discursos dos custodiados estão pautadas em questões que se voltam a polarizações e se revelam em estratégias eficazes na manutenção de ideologias, consequentemente, de como esses atores sociais se representam socialmente.
The main objective of this work is to analyze how social actors in custody construct their social representations from linguistic choices polarized discursive structures. We chose as corpus of research 408 responses uttered by custodians through an open questionnaire, therefore, a discursive genre, apprehended as speeches that guided us in the choice of our theoreticalmethodological framework. The analysis of the answers of the questionnaire presents itself as something complex, not only involving information of linguistic nature, but also of social, historical, cultural and cognitive character, since discursive analysis cannot be seen outside the social environment, the actors and the place where these discourses were processed, as well as the ideologies present during the discursive process. Adopted a multidisciplinary and sociocognitive proposal of Critical Discourse Analysis (ACD), by Van Dijk (1999; 2012; 2014; 2015) who is concerned with minorities and with the inequalities in a critical perspective. In addition, this proposal allows us to understand the established relationship between society, discourse and cognition. For the study of the history of prisons and punishments in the social context, we count on the contributions of authors such as Foucault (1987, 2002); Durkheim (2014), Beccaria (2002). To carry out the analyzes, we delimited categories of the sociocognitive proposal of van Dijk, which allowed us to constitute a table with the categories selected for the analysis procedure. The results point out that the lexical choices of the custodians' discourses are based on questions that turn to polarizations and are revealed in effective strategies in the maintenance of ideologies, consequently, of how these social actors represent socially.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10357
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11818_Dissertação - Maruza - Ufes.pdf2.23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.