Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10368
Título: O LABORATÓRIO DE ARTE E SUAS ARTICULAÇÕES DO MUNDO: Práticas artísticas, ecologia, modernização e o alcance das suas redes na desembocadura do Rio Doce, Brasil
Autor(es): NOVOA, D. M. C.
Orientador: CIRILLO, A. J.
Coorientador: TORRES, D. R.
Data do documento: 23-Ago-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: NOVOA, D. M. C., O LABORATÓRIO DE ARTE E SUAS ARTICULAÇÕES DO MUNDO: Práticas artísticas, ecologia, modernização e o alcance das suas redes na desembocadura do Rio Doce, Brasil
Resumo: Aborda-se o laboratório de arte como espaço que possibilita questionar de maneira ampla as relações, contradições e alcance das redes que conectam ciência, natureza, ecologia e paisagem nos lugares contaminados pela modernização. Assim, mediante o agenciamento de um laboratório de paisagem, Landart-Lab (2016-2018), tanto na Foz do Rio Doce em Regência, Estado do Espírito Santo, Brasil, como em alguns circuitos artísticos brasileiros, são descritas as inscrições da paisagem e suas transformações após do crime-catástrofe ocorrido em novembro do ano 2015, pela ruptura duma barragem de rejeito mineiro responsabilidade da empresa Samarco Mineração S.A. (versão provisória).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10368
Aparece nas coleções:PPGA - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12485_DISSERTAÇÃO Diego Contreras Novoa LABORATÓRIO ARTE ARTICULAÇÕES DO MUNDO.pdf11.07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.