Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10371
Título: "ALAMA QUE ROLOU DE CIMA": aLGUNS DESDOBRAMENTOS SOCIOPOLÍTICOS E SOCIOTÉCNICOS SOBRE AS ÁGUAS DO RIO dOCE E DO OCEANO ATLÂNTICO NA REGIÃO DA fOZ, APÓS O ROMPIMENTO DA BARRAGEM DE fUNDÃO - MG.
Autor(es): SILVA, B. J.
Orientador: CREADO, E. S. J.
Data do documento: 16-Abr-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SILVA, B. J., "ALAMA QUE ROLOU DE CIMA": aLGUNS DESDOBRAMENTOS SOCIOPOLÍTICOS E SOCIOTÉCNICOS SOBRE AS ÁGUAS DO RIO dOCE E DO OCEANO ATLÂNTICO NA REGIÃO DA fOZ, APÓS O ROMPIMENTO DA BARRAGEM DE fUNDÃO - MG.
Resumo: Após o rompimento da barragem de rejeitos de minério da Samarco na cidade de Mariana- MG, em 05 novembro de 2015, vários municípios no estado do Espírito Santo foram atingidos pelos rejeitos, através do seu carreamento pelo rio Doce e pelas chuvas, o que gerou consequências em diversos âmbitos em todo o curso do rio Doce e da zona costeira desse estado. Dentre as regiões afetadas vamos nos ater ao caso da Foz do rio Doce, e imediações, no litoral do estado do Espírito Santo, onde se encontra a Foz do rio Doce. Durante as saídas de campo na Vila ou acompanhando outros agentes humanos da lama, em outras instâncias, pudemos observar disparidades entre as práticas de conhecimentos empírico-locais e tecnocientíficos em relação às condições das águas. Com isso, buscamos evidenciar a construção dessas práticas de conhecimento, refletindo sobre a construção da ciência, propondo uma abordagem a partir da antropologia, buscando dialogar também um pouco com a sociologia dos desastres. Para analisar as práticas de conhecimento tecnocientífico, utilizamos reportagens reunidas em banco de dados e acompanhamos eventos e reuniões em universidades do Espírito Santo e audiências públicas, e documentos, dentre eles laudos e relatórios. Especificamente sobre a análise das práticas de conhecimento empírico-locais, foi realizada a partir observação direta em Regência Augusta, Areal e Entre Rios. A proposta está centrada na discussão sobre as disputas sobre os (possíveis e reais) efeitos dos rejeitos, discutindo de que forma estão elas sendo acionadas no caso da contaminação/toxicidade da água a partir do derramamento de rejeitos de mineração da Samarco.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10371
Aparece nas coleções:PPGCSO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12018_Bianca Silva - final-ago2018-paracompartilhar.pdf2.12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.