Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10377
Título: ASSOCIAÇÃO DA ESPESSURA DO MÚSCULO ADUTOR DO POLEGAR E DA FORÇA DE PREENSÃO PALMAR COM O ESTADO NUTRICIONAL EM PACIENTES COM CÂNCER
Autor(es): VALENTE, K. P.
Orientador: GUANDALINI, V. R.
Data do documento: 28-Jun-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: VALENTE, K. P., ASSOCIAÇÃO DA ESPESSURA DO MÚSCULO ADUTOR DO POLEGAR E DA FORÇA DE PREENSÃO PALMAR COM O ESTADO NUTRICIONAL EM PACIENTES COM CÂNCER
Resumo: INTRODUÇÃO: A desnutrição no câncer é um problema frequente e interfere de maneira significativa no curso da doença, resposta ao tratamento e sobrevida do paciente. A avaliação do estado nutricional na admissão hospitalar é fundamental para verificar as alterações presentes e individualizar a intervenção clínica-nutricional. Entre os métodos de avaliação nutricional estão a Espessura do Músculo Adutor do Polegar (EMAP), a Força de Preensão Palmar (FPP) e a Avaliação Subjetiva Global Produzida Pelo Paciente (ASG-PPP). Diversos estudos encontraram correlação entre EMAP e FPP e métodos convencionais, porém poucos realizados em pacientes com câncer. Assim, o objetivo desta pesquisa foi investigar a associação da EMAP, da FPP e de variáveis antropométricas clássicas com a ASG-PPP. MÉTODOS: A população foi composta por pacientes com câncer candidatos à cirurgia. Após aplicação dos critérios de exclusão, a amostra final foi de 80 pacientes. Foram incluídas as variáveis peso, altura, Índice de Massa Corporal (IMC), Circunferência do Braço (CB), Dobra Cutânea Tricipital (DCT), Área Muscular do Braço corrigida (AMBc), Circunferência da Panturrilha (CP), Circunferência Muscular do Braço (CMB), EMAP, FPP e ASG-PPP. A normalidade das variáveis foi testada por meio do teste de Kolmogorov-Smirnov. Para comparação das médias foi aplicado os testes T de Student para avaliar correlação usou-se a Correlação de Pearson. A regressão linear multivariada foi utilizada para detectar a influência de variáveis selecionadas sobrea EMAP e da FPP. Os dados foram analisados no software SPSS 21.0 e adotou-se o nível de significância de 5,0%. RESULTADOS: Houve predomínio de homens (56,3%, n=45), idosos (60,0%, n=48), da raça não branca (51,2%, n=41) e com tumores localizados no TGI (76,2%, n=61). A ASG-PPP apontou que (60%, n=48) apresentaram algum grau de desnutrição e seu escore apontou que 70% (n=58) dos pacientes somaram 9 ou mais pontos. Quanto a EMAP de ambas as mãos, mais de 40,0% dos pacientes foram classificados como bem nutridos. A FPPD mostrou-se adequada para 60% dos pacientes, enquanto para a FPPND 50,0% dos pacientes apresentaram esta medida adequada e 50,0% inadequada. No modelo de regressão da EMAPD, após ajuste com idade e sexo, permaneceu a variável CB, explicando 54% da medida. No modelo da EMAPND, permaneceu a DCT, explicando 44% da medida. Para a FPPD permaneceram as variáveis AMBc, escore da ASG-PPP e idade, explicando 81% da medida. Em relação a FPPND permaneceu somente a variável idade, explicando 77% da medida. CONCLUSÃO: Indica-se a inclusão da EMAP e FPP na rotina hospitalar por terem se associado às variáveis antropométricas clássicas e à ASG-PPP, entretanto, deve-se investigar um ponto de ponto de corte para essa população. Palavras chave: Avaliação Nutricional. Desnutrição. Neoplasias. Cirurgia.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10377
Aparece nas coleções:PPGNS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12577_Dissertação Katarina Papera Valente.pdf
  Restricted Access
1.06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.