Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10425
Título: Subsídio a Avaliação e Dimensionamento de Unidades de Reservação para Pequenos Sistemas de Irrigação.
Autor(es): DOMINGUEZ, V. A.
Orientador: TEIXEIRA, E. C.
Coorientador: BUARQUE, D. C.
Data do documento: 8-Jun-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: DOMINGUEZ, V. A., Subsídio a Avaliação e Dimensionamento de Unidades de Reservação para Pequenos Sistemas de Irrigação.
Resumo: As tecnologias de armazenamento de água em reservatórios, entre elas os sistemas de macro captação de água de chuva (Macro-WHS), constituem-se numa das soluções recomendadas para mitigar os efeitos do déficit hídrico de forma coletiva (uma unidade de reservação para abastecer dois ou mais usuários) em comunidades rurais que praticam a agricultura irrigada em pequena escala. No entanto, a literatura apresenta poucas informações sistematizadas referentes ao dimensionamento de Macro-WHS, particularmente para pequenos sistemas de irrigação em pequenas bacias hidrográficas, assim como também apontam para limitações quanto à disponibilidade de dados em subsídio ao referido dimensionamento. Assim, a pesquisa voltou-se ao desenvolvimento de procedimento metodológico em suporte ao dimensionamento da capacidade de reservação hídrica de Macro-WHS para pequenos sistemas de irrigação, em pequenas bacias hidrográficas, o qual contempla a determinação do volume potencial total de reservação do Macro-WHS (VR), bem como de alguns indicadores que permitam a qualificação deste volume no contexto da bacia hidrográfica ou de sub-regiões que a compõem. O procedimento metodológico foi aplicado experimentalmente na bacia do Córrego Sossego/bacia do rio Santa Joana afluente do rio Doce no estado do Espírito Santo, apontando, entre os resultados: 1- diferenças de até 50% na estimativa da capacidade de reservação hídrica ao se empregar diferentes fontes de dados potencialmente disponíveis, os quais requereram a aplicação diferenciada dos métodos oferecidos pelo procedimento metodológico para determinação dos parâmetros agroclimatológicos; 2- diferenças significativas na estimativa do volume anual de reservação hídrica (VR), função da discretização espacial (bacia / global ou sub-regiões hidrográficas) da disponibilidade e demanda hídricas - de até 92% e 42%, respectivamente; 3- o uso mais adequado de três indicadores propostos para avaliação da capacidade de reservação hídrica de Macro WHS um deles para avaliação direta do próprio potencial de armazenamento de água (CCRideal) e dois outros para identificação de pressões sobre as demandas hídricas do sistema (CCR e SI). Esta aplicação experimental, por um lado, demonstra ser promissor o emprego do procedimento metodológico proposto, bem como, por outro lado, orienta quanto a aspectos do procedimento que se deve dar mais atenção visando maior desempenho no seu emprego de forma mais extensiva.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10425
Aparece nas coleções:PPGEA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11096_Dissertacao Albán (2018)20180903-90323.pdf1.66 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.