Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10426
Título: Avaliação de Metodologias de Regionalização e Definição de Regiões Homogêneas na Estimativa de Vazões Máximas Anuais
Autor(es): Faria, Breno Nascimento
Orientador: Mendonça, Antônio Sérgio Ferreira
Data do documento: 17-Out-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Cheias são fenômenos naturais que ocorrem em cursos dágua, tendo potencial para causar sérios problemas econômicos e sociais. Estimativas de vazões máximas são de grande valor no planejamento e adoção de medidas que reduzam os impactos causados por esse tipo de evento. No entanto, nem sempre estão disponíveis dados suficientes para estimativas, porque se apresentam escassos ou inexistentes. Dessa forma, se faz necessária utilização de métodos de regionalização hidrológica. O presente trabalho analisa o desempenho dos métodos Index-Flood com utilização de momentos-L, Método de regressão múltipla direta e Método da curva adimensional, comparando com resultados obtidos posto a posto. Os diferentes métodos foram aplicados nas bacias do rio Doce e em outras bacias localizadas predominantemente no estado do Espírito Santo. Para o método Index-Flood/Momentos-L foram feitas três aplicações: utilizando série com período base definido (1940-2005), série com totalidade de dados disponíveis incluindo dados que não passaram por análise de consistência e adotando para definição de regiões homogêneas, os critérios propostos pelo software RH 4.1. Foram estimadas vazões para os períodos de retorno 2, 10, 20, 50 e 100 anos. Os resultados obtidos a partir de séries 1940-2005, quando comparados com os obtidos posto a posto, mostraram que o método Index-Flood /Momentos-L apresentou melhor desempenho do que os demais métodos de Regionalização. As variações de aplicações de Index-Flood/Momentos-L produziram resultados próximos. Porém, a que utilizou totalidade de dados apresentou melhores resultados para menores períodos de retorno. Diversas regiões consideradas como homogêneas pela metodologia adotada pelo software RH 4.1 seriam consideradas heterogêneas, caso fosse considerada a medida de Heterogeneidade (H). Diversos postos foram retirados da análise por todas metodologias aplicadas, por apresentarem alguma discordância ou não se encaixarem em quaisquer regiões definidas. Este fato pode indicar algum tipo de inconsistência em suas séries de descargas líquidas.
Floods are natural phenomena that occur in watercourses and have potential to cause serious economic and social problems. Estimates of maximum stream flows have a great value in the planning and adoption of measures that reduce the impacts caused by this type of event. However, sufficient data are not always available for estimation because they are scarce or nonexistent. Thereby, it is necessary to use hydrological regionalization methods. This work analyzes the performance of the Index-Flood/L-Moments method with those obtained by at-site methodology and direct multiple regression and dimensionless curve regionalization methods. These different methods were applied to Doce river basins and basins located predominantly in Espírito Santo. Three different Index-Flood/L-Moments applications were made: utilizing series for a defined base period (1940-2005), utilizing series presenting the totality of available data including some that were not submitted to consistence analyses and adopting the criteria proposed by the software RH 4.1. for the definition of homogeneous regions. Flows were estimated for the return periods of 2, 10, 20, 50 and 100 years.The results obtained from the 1940-2005 base period series, when compared to the obtained by at-site methodology,showed that the Index-Flood method/L-Moments reached better performance than those from the other regionalization methods.The different Index-Flood/L-Moments applications presented close results. However, the one that considered the totality of data presented better results for shorter return periods. Several regions classified as homogeneous by the methodology adopted by the software RH 4.1 would be considered heterogeneous if the Heterogeneity measure (H) was considered. Several stations were removed from the analysis by all applied methodologies because they presented some discordancy or did not fit in any region. This fact indicates possible inconsistency in their streamflow series.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10426
Aparece nas coleções:PPGEA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12414_Dissertação BRENO NASCIMENTO FARIA.pdf11.64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.