Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10559
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorOLIVEIRA, F. L.-
dc.date.accessioned2018-12-20T13:23:38Z-
dc.date.available2018-12-20-
dc.date.available2018-12-20T13:23:38Z-
dc.identifier.citationTEIXEIRA, A. G., Cultivo de yacon em ambientes sombreadospor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/10559-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleCultivo de yacon em ambientes sombreadospor
dc.typedoctoralThesisen
dcterms.abstractA yacon (Smallanthus sonchifolius) espécie pertencente à família da Asteraceas, é cultivada pelos povos Peruanos, desde os tempos pré-inca. Atualmente conceituada um alimento funcional destaca-se como uma hortaliça promissora na indústria farmacêutica e alimentícia, porém no Brasil, as áreas cultivadas ainda são limitadas. Apesar de ser considerada uma espécie com facilidade de adaptação aos diferentes ambientes, seu sucesso produtivo passa pela necessidade de conhecimento sobre os aspectos agronômicos. Assim, conhecer a resposta da yacon sob sombreamento poderá contribuir com as formulações de estratégia para o seu cultivo, principalmente em ambientes quentes. Portanto, surge a necessidade para esse estudo, que teve por objetivo conhecer as respostas da yacon quando sombreadas na condição de baixa altitude, além verificar a viabilidade produtiva quando consorciada. Foram realizados dois experimentos: Crescimento da yacon sob sombreamento artificial, constituído pelo cultivo da yacon em quatro níveis (0%, 30%, 50%, 70%) de sombreamento artificial; e Cultivo consorciado e densidade de plantio de yacon constituído por três espaçamentos (0,3; 0,4; 0,5m) entre plantas de yacon, sendo essas na presença e ausência de milho nas entre linhas alternadas de bananeiras. Os resultados demostram a capacidade de produção da yacon sob ambientes sombreados. O ambiente com 30% e 50% de sombreamento propiciou o melhor crescimento da yacon, e boa produção de biomassa total. Logo, a quantidade de radiação sob a planta deve ser considerada, sendo que o maior nível de sombra poderá comprometer a produtividade final das raízes tuberosas. Porém, quando consorciada o fator sombra aliado a produção das culturas que formam o sistema, contribui para a viabilidade do cultivo sombreado, agregando valor a renda do agricultor familiar.por
dcterms.creatorTeixeira, Ariany das Graças-
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2018-07-10-
dcterms.subjectSmallanthus sonchifoliuspor
dcterms.subjectsombrapor
dcterms.subjectproduçãopor
dcterms.subjectraízes tuberosaspor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Produção Vegetalpor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseDoutorado em Produção Vegetalpor
dc.contributor.refereeDALVI, L. P.-
dc.contributor.refereeLIMA, W. L.-
dc.contributor.refereeAMARAL, J. F. T.-
dc.contributor.refereeGUIMARAES, L. A. O. P.-
dc.contributor.refereeCAVATTE, P. C.-
Aparece nas coleções:PPGPV - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11087_Ariany das Graças Teixeira20181002-94222.pdf1.48 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.