Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10570
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSoares, Taís Cristina Bastos-
dc.date.accessioned2018-12-20T13:25:03Z-
dc.date.available2018-12-20-
dc.date.available2018-12-20T13:25:03Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/10570-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleCaracterização morfofisiológica de populações de conilon provenientes de progenitores contrastantes para tolerância à secapor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc631.523-
dc.subject.br-rjbnCafeeiropor
dc.subject.br-rjbnPlantas - Melhoramento genéticopor
dc.subject.br-rjbnIrrigação com déficit hídricopor
dcterms.abstractObjetivou-se estudar duas populações provenientes de cruzamentos de clones de Coffea canephora var. Conilon contrastantes quanto à tolerância à seca (76- tolerante x 04-susceptível e 76x48-sucesptível), examinando as variações em um conjunto de características morfológicas, fotossintéticas e na concentração de compostos nos tecidos foliares quando submetidas à seca, a fim de se identificar os genótipos superiores e selecionar as variáveis mais discriminatórios para tolerância à seca. O experimento foi conduzido sem irrigação, na Fazenda Experimental do Incaper, em Marilândia ES. As avaliações ocorreram em julho/2015, dezembro/2015 e abril/2016, sendo esse último, o período de seca mais crítico. O clone 76 apresentou superioridade entre os clones progenitores, e a população (pop.) 76x04 exibiu melhores características morfofisiológicas, em relação à pop. 76x48, com maior concentração de clorofilas, carotenoides, menor redução na área foliar total (AFT), na fotossíntese (A), condutância estomática (gs) e na taxa de transporte de elétrons (ETR). Também apresentou menor eficiência do uso da água (A/gs), o que indica maior uso efetivo da água. Verificou-se grande variabilidade entre e dentro das populações. Foi feita a análise de agrupamento pelo método hierárquico de ligação média entre grupos (UPGMA), onde constatou-se a existência de 14 grupos, em julho/2015 e abril/2016, e 16 grupos em dezembro/2015 para a pop. 76x48, e sete grupos em julho e dezembro/2015, e seis grupos em abril de 2016 para a pop. 76x04. Pela comparação entre as médias dos grupos obtidos, identificamos os grupos 9 e 10 da pop. 76x48, e os grupos 2 e 5 da pop. 76x04 como superiores para tolerância à seca. A área foliar específica (AFE), comprimento entrenódio (CE), ETR, A, gs e A/gs foram as variáveis mais importantes para discriminar os indivíduos/grupos quanto ao desempenho sob condições de estresse hídrico.por
dcterms.abstractThe objective of this study was to study two populations from crosses of Coffea canephora var. Conilon (76-tolerant x 4-susceptible and 76x48-foldable) in relation to drought tolerance, by examining variations in a set of morphological, photosynthetic and compound concentrations in leaf tissues when subjected to drought in order to identify superior genotypes and select the most discriminatory variables for drought tolerance. The experiment was conducted without irrigation, at the Incaper Experimental Farm, in Marilândia - ES. The evaluations occurred in July / 2015, December / 2015 and April / 2016, the latter being the most critical drought period. Clone 76 showed superiority among the progenitor clones, and the population (pop.) 76x04 had better morphophysiological characteristics, compared to pop. 76x48, with a higher concentration of chlorophylls, carotenoids, less reduction in total leaf area, photosynthesis (A), stomatal conductance (gs), and transport rate of electrons (ETS). It also showed lower efficiency of water use (A/gs), which indicates greater effective water use. There was great variability between and within populations. The grouping analysis was performed using the unweighted pair group method with arithmetic mean (UPGMA), where 14 groups were found in July / 2015 and April / 2016 and 16 groups in December / 2015 for pop. 76x48, and seven groups in July and December / 2015, and six groups in April 2016 for pop. 76x04. By comparing the means of the groups obtained, we identified groups 9 and 10 of pop. 76x48, and groups 2 and 5 of pop. 76x04 as superior for drought tolerance. The specific leaf area (AFE), trait length (EC), ETR, A, gs and A / gs were the most important variables to discriminate individuals / groups regarding performance under water stress conditions.eng
dcterms.creatorSilva, Francisco Davi da-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2018-07-12-
dcterms.languageporpor
dcterms.subjectCoffee treeeng
dcterms.subjectWater deficiteng
dcterms.subjectFisiologiapor
dcterms.subjectPhysiologyeng
dcterms.subjectBreedingeng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Genética e Melhoramentopor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqMelhoramento Vegetalpor
dc.publisher.courseMestrado em Genética e Melhoramentopor
dc.contributor.refereeSobreira, Franciele Barros de Souza-
dc.contributor.refereeCavatte, Paulo Cezar-
dc.contributor.advisor-coFerrão, Maria Amélia Gava-
Aparece nas coleções:PPGGM - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12385_Dissertação Final Francisco Davi da Silva.pdf1.27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.