Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10597
Título: POSSIBILIDADES E LIMITES DA PRODUÇÃO CURRICULAR: UM ESTUDO DE CASO EM UM CENTRO FAMILIAR DE FORMAÇÃO EM ALTERNÂNCIA (CEFFA) DO MUNICÍPIO DE SÃO MATEUS - ES
Autor(es): ALMEIDA, V.
Orientador: LOCATELLI, A. B.
Data do documento: 7-Jun-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ALMEIDA, V., POSSIBILIDADES E LIMITES DA PRODUÇÃO CURRICULAR: UM ESTUDO DE CASO EM UM CENTRO FAMILIAR DE FORMAÇÃO EM ALTERNÂNCIA (CEFFA) DO MUNICÍPIO DE SÃO MATEUS - ES
Resumo: A partir de 1998, quando é realizada a 1ª Conferência Nacional por uma Educação do Campo, que tinha como centro de discussão a superação da Educação Rural por uma nova forma de se conceber o campo, vendo-o como um espaço social diferenciado, ganham força a luta dos Movimentos Sociais do Campo por políticas públicas, visando uma educação de qualidade apropriada às necessidades dos camponeses. Além disso, desde 1968 a Educação do Campo no Estado do Espírito Santo configurava-se por meio da Pedagogia da Alternância, inserida no Brasil com a criação do Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo MEPES. Nas décadas de 1970 e 1980, sob a formação do MEPES, são criadas diversas escolas em alternância em diferentes Estados Brasileiros. Em meados da década de 1980, com a criação do Setor de Educação do MST, o movimento adapta os elementos e princípios da Alternância, surgindo, então, a Pedagogia do Movimento. Em 1990, começam aqui no Estado as experiências dos CEFFA‟s públicos, que voltam a serem discutidos e implantados a partir de 2010, mobilizados e articulados pela RACEFFAES, a qual é criada no início dos anos de 2000, frente a conflitos político-econômicos entre as Escolas Família Agrícola do Norte e a Central do MEPES. No município de São Mateus existem cinco CEFFA‟s, e é diante desse contexto, que este trabalho buscou sistematizar o processo de produção curricular dos CEFFA‟s, analisando suas possibilidades e desafios, correlacionando-o com as trajetórias e experiências vividas por educadores de uma escola do campo em alternância. Fizemos a opção em realizar um Estudo de Caso, na Escola Comunitária Rural Municipal de Ensino Fundamental da Região de Córrego Seco. Constatamos que o Plano de Curso construído pelo coletivo de educadores da RACEFFAES, traz uma proposta ousada, uma vez que, visa a autonomia no processo de produção curricular, apontando como base principal a Formação Integral dos sujeitos, a partir da reflexão dos elementos da realidade, proporcionado um processo de conscientização. Por fim, sugerimos à RACEFFAES, algumas reflexões necessárias ao fortalecimento dos CEFFA‟s e consequentemente da Educação do Campo.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10597
Aparece nas coleções:PPGEEB – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12115_81 - VALDINEI DE ALMEIDA.pdf1.67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.