Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10624
Título: OS TRABALHADORES DOCENTES E SUAS TRADUÇÕES DO PROEMI NO ESPÍRITO SANTO
Autor(es): TAVARES, A. C. P.
Orientador: FERREIRA, E. B.
Palavras-chave: ProEMI
Trabalhadores docentes
Políticas públicas educacion
Data do documento: 27-Ago-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: TAVARES, A. C. P., OS TRABALHADORES DOCENTES E SUAS TRADUÇÕES DO PROEMI NO ESPÍRITO SANTO
Resumo: O trabalho apresentado nesta dissertação tem como objeto de estudo o Programa Ensino Médio Inovador (ProEMI), o programa foi criado em 2009 e estabelecido pelo parecer CNE/CP nº11/2009, tendo como Ministro da Educação Fernando Haddad, sua finalidade consistia em contribuir para mudanças significativas nas escolas públicas de Ensino Médio do Brasil e consequentemente reverter os indíces negativos dessa etapa da Educação Básica, a proposta era de um processo dinâmico, participativo e contínuo e estímulo a novas formas de organização das disciplinas articuladas a atividades integradoras, a partir das inter-relações existentes entre os eixos constituintes do Ensino Médio, o trabalho, a ciência, a tecnologia e a cultura.Essa pesquisa é derivada da pesquisa matriz coordenada pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas em Políticas Educacionais (NEPE) da Universidade Federal do Espírito Santo, Ensino Médio Inovador:Condições de trabalho e formação docente, foi realizada entre os anos de 2013 a 2017, em cinco escolas estaduais de Ensino Médio escolhidas de forma aleatória no estado do Espírito Santo.Nossa pesquisa está centrada na maneira que essa política foi traduzida pelos trabalhadores docentes que participaram da implantação do programa nas escolas integrantes da pesquisa matriz. Para a realização dessa pesquisa foram utilizados os seguintes procedimentos metodológicos: questionários aplicados aos trabalhadores docentes, entrevistas com gestores públicos e grupos focais com professores, além de pesquisa bibliográfica e documental. Como fundamentação epistemológica para a análise de dados empregamos a Abordagem do Ciclo de Políticas Públicas, elaborado por Stephen Ball e colaboradores (1994). A partir dessa perspectiva epistemológica, utilizamos o conceito de tradução para fundamentar nossa hipótese de pesquisa que considera que a tradução realizada pelos trabalhadores docentes parte da tradução realizada pelos técnicos da Secretaria Estadual da Educação ( SEDU), podendo considerar que ocorre o processo de tradução da tradução do ProEMI Tendo como objetivos a serem desvelados: como foram realizados os processos de implantaçãodo ProEMI nas escolas pesquisadas, os desdobramentos ocorridos em relação às novas formas de organização docente e investigar como foram realizados o repasse de informações pela Sedu dos documentos orientadores e diretrizes do programa e analisar como foram realizadas a tradução do ProEMI pelos trabalhadores docentes nas cinco escolas pesquisadas. No processo de realização da pesquisa, houve a possibilidade de conhecer a dinâmica do ProEMI, seu entrelaçamento com as diretrizes curriculares para o Ensino Médio e como o estado do Espírito Santo fez a adesão ao programa e os processos que constituíram a implantação nas escolas pesquisadas. .A análise de dados obtidos a partir do preenchimento dos questionários pelos trabalhadores docentes trouxeram informações importantes entre elas destacamos: predominantemente o quadro de docentes das escolas pesquisadas é constituído por 69%de mulheres, 98% dos docentes possuem curso superior com licenciatura e 85% possuem especialização, 26,50% dos docentes lecionam no Ensino Médio entre 6 a 10 anos, 68% dos docentes que atuam nas escolas pesquisadas são concursados,40% dos docentes alegaram seguir orientação da SEDU para adesão ao ProEMI, 47% dos entrevistados afirmam acreditar nas propostas inovadoras do ProEMI como razão de sua participação nas ações, 56% dos docentes afirmaram que o ProEMI promoveu práticas inovadoras nas escolas, 49,4% dos docentes evidenciaram que o programa aumentou a diversidade de práticas pedagógicas, 47,30% dos entrevistados destacaram que o ProEMI trouxe melhorias na estrutura física e material das escolas.Após analise.dos dados coletados pode-se afirmar que a implantação do ProEMI nas cinco escolas pesquisadas se deu assentada em eperiências já desenvolvidas pelos trabalhadores docentes que com os recursos financeiros recebidos puderam realizar projetos inovadores. Ao mesmo tempo, observamos que a falta de continuidades das políticas públicas educacionais traz grandes prejuízos em relação aos avanços conquistados pela Educação.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10624
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12717_Dissertação Adriana C. P Tavares.pdf2.64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.