Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10675
Título: DO NATURALISMO MORAL À SEMIÓTICA DOS VALORES NA FILOSOFIA NIETZSCHIANA
Autor(es): ONOFRI, W. L.
Orientador: VIESENTEINER, Jorge. L.
Data do documento: 28-Ago-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ONOFRI, W. L., DO NATURALISMO MORAL À SEMIÓTICA DOS VALORES NA FILOSOFIA NIETZSCHIANA
Resumo: O presente trabalho tem como objeto de investigação apresentar uma crítica ao âmbito propositivo do caráter naturalista do pensamento de Nietzsche referente ao naturalismo moral para em seguida mostrar como este aspecto propositivo do pensamento maduro do filósofo pode ser mais bem compreendido no âmbito de uma semiologia dos valores. Nesse sentido, reconstruímos as linhas mestras do itinerário naturalista, cuja finalidade precípua é a reversão do platonismo para depois passarmos à crítica das mais diversas abordagens do âmbito dessa linha exegética e seus respectivos tópicos, dentre os quais podemos destacar o problema do naturalismo substantivo, o naturalismo metodológico, a falácia naturalista, dentre outros. Ao final mostraremos como o programa de reversão da metafísica só pode ser levado a cabo com a inserção da própria noção de essência na temporalidade resultando numa filosofia dos signos, da qual reputamos como aspecto propositivo da filosofia nietzschiana a semiótica dos valores. Palavras-chave: moralidade, naturalismo, semiótica e valores
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10675
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12395_Versão Final.pdf1.04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.