Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10679
Título: CULTURA Surda e Transculturalidade: a Questão das Identidades Numa Comunidade Acadêmica da Grande Vitória
Autor(es): BANDEIRA, A. G.
Orientador: VIDON, L. N.
Data do documento: 23-Ago-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: BANDEIRA, A. G., CULTURA Surda e Transculturalidade: a Questão das Identidades Numa Comunidade Acadêmica da Grande Vitória
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo pensar de uma forma responsiva e responsável como os sujeitos surdos da Grande Vitória constituem os termos cultura surda e identidade surda nos seus discursos. Através, principalmente, das discussões levantadas pelos Estudos Culturais, a comunidade surda buscou transformar o olhar sobre o sujeito surdo, tradicionalmente concebido pelo viés da medicina, do assistencialismo, da deficiência e da falta de audição, para um viés cultural, em que se valoriza o sujeito crítico, com identidades e língua próprias, ou seja, as identidades surdas e a língua de sinais. Por meio desses estudos criam-se os Estudos Surdos, com o objetivo de fomentar novos conceitos e ideias a respeito da pessoa surda. Como proposta de desenvolvimento nesses estudos, buscamos o pensamento da transculturalidade para incrementar essa pesquisa e trazer novas perspectivas culturais em vista de ainda existirem tantos episódios de intolerância e ódio entre as pessoas. A ideia de uma cultura superior, fechada e que se divide entre nós e eles muitas vezes acaba por produzir mais segregação e preconceito. Por isso, a proposta da nossa pesquisa é pensar a cultura surda através do transculturalidade, do dialogismo, da escuta do outro, e além disso, repensar os conceitos de identidades e cultura surdas, visando contribuir para a construção de uma sociedade mais tolerante e receptiva ao outro. O corpus desta pesquisa é formado por entrevistas realizadas com representantes da comunidade surda da Grande Vitória que estão inseridos na comunidade acadêmica sobre questões como: identidade surda e cultura surda, que são termos comumente utilizados/pesquisados por estudiosos dos Estudos Surdos. A hipótese elencada é a de que a comunidade surda tem assumido um posicionamento fechado nos conceitos de cultura e identidade surda. Para analisarmos se essa hipótese se sustenta, utilizamos uma metodologia dialógica da escuta com a pretensão de compreender as vozes que perpassam os sujeitos envolvidos nesse processo da pesquisa.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10679
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12454_Versão final - Dissertação Adriana.pdf757.33 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.