Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10680
Título: O estudo da transitividade em manchetes de jornal online
Autor(es): SILVA, R. F. G.
Orientador: ROCHA, L. H. P.
Coorientador: BARCELOS, L. M.
Data do documento: 14-Nov-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SILVA, R. F. G., O estudo da transitividade em manchetes de jornal online
Resumo: Esta dissertação investiga o fenômeno da transitividade em manchetes de jornal on-line, especificamente do jornal G1 Espírito Santo, da sessão Destaque, veiculadas no período de março de 2018. O corpus conta com 80 manchetes. Desse universo, 49 têm estrutura de ativa e 31 de passiva. A análise do corpus desta pesquisa é de caráter analítico, descritivo e explicativo, caracterizada por uma metodologia qualitativa. Para dar conta de compreender o fenômeno da transitividade, aplicamos a proposta teórico-metodológica de Hopper e Thompson (1980), inscrita no Funcionalismo Linguístico (HOPPER; THOMPSON, 1980; Givón, 2001; Thompson; Hopper, 2001). Buscamos demonstrar por meio da aferição da transitividade, em manchetes de jornal on-line, como esse fenômeno se manifesta dentro da mídia e na construção do discurso. Com isso, observamos que as sentenças que trazem os principais acontecimentos do dia são de alta transitividade. Sendo assim, a presente pesquisa contribui para o estudo em torno da transitividade na perspectiva funcionalista da linguagem, mostrando como esse fenômeno se dá no gênero manchete de notícia on-line. Palavras-chave: Transitividade. Manchetes on-line. Funcionalismo Linguístico. Parâmetros de Transitividade de Hopper e Thompson (1980).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10680
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12658_RESUMO e abstract.pdf285.09 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.