Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10731
Título: ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE: UMA ANÁLISE SOBRE O FEMINICÍDIO NO MUNICÍPIO DE VITÓRIA (2010-2016)
Autor(es): CRUZ, K. O. A. R.
Orientador: RODRIGUES, M. B. F.
Data do documento: 26-Jun-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CRUZ, K. O. A. R., ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE: UMA ANÁLISE SOBRE O FEMINICÍDIO NO MUNICÍPIO DE VITÓRIA (2010-2016)
Resumo: O presente trabalho traz uma discussão sobre violência de gênero seguida de feminicídios perpetrados no Espírito Santo, prioritariamente no município de Vitória. O objetivo geral da pesquisa será analisar o conteúdo das denúncias de violência de gênero seguidas de feminicídio, bem como quais os indícios que o antecederam, registrados entre os anos de 2010 e 2016, junto a Delegacia de Homicídios e Proteção a Mulher (DHPM) no município de Vitória. No sentido de explorar melhor os objetivos propostos, descreveu-se as técnicas e métodos a serem utilizadas. Para tanto, optouse pelo uso intencional da Abordagem Qualitativa e Quantitativa (HAGUETE, 1992; BOUDON, 1971); uso do paradigma indiciário (GINZBURG, 1990); estudo exploratório descritivo (YIN, 2005); pesquisa bibliográfica e documental, por meio da análise dos Inquéritos Policiais (CELLARD, 2008) e entrevistas em profundidade por meio do método História de Vida (PAULILO, 1999). Nesta dissertação, trouxemos a compreensão do termo violência, como um fenômeno global, multicausal e multifacetado. Posteriormente buscou-se explanar um dos tipos de violência, no caso em específico a de gênero, já que não existe feminicídio sem violência de gênero. Para melhor elucidação apresentamos a abordagem de Scott (1990); Saffioti (1992) e outras. No presente trabalho realizamos uma análise sociológica sobre o termo feminicídio, bem como as aproximações e divergências entre as categorias femicídio e feminicídio, alguns dados sobre feminicídio no Brasil e Espírito Santo e algumas produções acadêmicas sobre feminicídio. Analisa também algumas abordagens sociológicas sobre feminicídio, como a Teoria do Patriarcado e a Teoria da Masculinidade, buscando discutir a sua origem e explicar as dinâmicas que produzem tal violência. E, por fim, apresentamos os dados sobre os casos de feminicídio registrados no município de Vitória-ES, por meio da análise dos Inquéritos Policiais e das entrevistas realizadas com os custodiados. Palavras-chave: mulher, violência de gênero, violência contra a mulher, feminicídio, homicídio.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10731
Aparece nas coleções:PPGCSO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12193_DISSERTAÇÃO MESTRADO-KARLA AMARAL- IMPRESSÃO CAPA DURA20181109-93354.pdf2.97 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.