Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10734
Título: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS FRUTOS DE GENÓTIPOS DE AROEIRA(Schinus Terebinthifolius Raddi) EM DIFERENTES ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO
Autor(es): GERHARDT, N. S.
Orientador: VENTURA, J. A.
Data do documento: 16-Ago-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: GERHARDT, N. S., AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS FRUTOS DE GENÓTIPOS DE AROEIRA(Schinus Terebinthifolius Raddi) EM DIFERENTES ESTÁDIOS DE MATURAÇÃO
Resumo: Schinus terebinthifolius (aroeira) é uma espécie que tem atraído o interesse dos produtores rurais devido os frutos serem utilizados como condimento alimentar, sendo interesse para a indústria alimentícia, e pela potencialidade das atividades biológicas do óleo essencial. Esta demanda do mercado exige qualidade dos frutos, relacionando as suas características físicas e químicas. No presente estudo avaliou-se a qualidade dos frutos de diferentes genótipos de aroeira em diferentes estádios de maturação, com o objetivo de determinar o melhor estádio para colheita e atender o mercado. Os frutos do genótipo BAAr 05, foram analisados nos cinco estádios de maturação: fruto verde (1); fruto verde-rosado (2); fruto rosado (3); fruto vermelho maduro (4); fruto vermelho intenso passado (5), analisando as características físicas (peso, tamanho), e químicas (componentes químicos do óleo essencial e rendimento do mesmo), desenvolvendo uma nova metodologia para a análise com headspace. Os genótipos BAAr 05, BAAr 08-C e BAAr 23, foram avaliados no quinto estádio de maturação e identificados de acordo com quimiotipos. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com três repetições. Os resultados adquiridos foram submetidos à quimiometria para realizar a análise multivariada dos dados, com o uso da análise dos componentes principais (PCA). Os estádios de maturação do genótipo BAAr 05 apresentaram o agrupamento entre estádios uniformes e separação entre os estádios intermediários, demostrando a característica de transição dos frutos do estádio 2 e 3. Para determinar o rendimento de óleo, foi utilizado o aparato de Clevenger, sendo maior no quarto estádio de maturação (3,76%), sugerindo então que seja o melhor ponto de colheita, visto que os componentes do óleo essencial não alteraram entre os estádios e que apenas o limoneno obteve um aumento no estádio 4, apresentando 59,24% de área dos picos. A análise PCA gerou agrupamento entre as repetições dos genótipos BAAr 05, BAAr 08-C e BAAr 23, demostrando que os genótipos apresentam quimiotipos diferenciados. Assim, evidenciou-se que a técnica headspace se destaca em análises quimiométricas dos componentes principais analisando também os quimiotipos dos genótipos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10734
Aparece nas coleções:PPGBV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12389_Dissertação_Nataly Senna Gerhardt PPGBV.pdf2.08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.