Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10782
Título: Emprego de um MOF de íon Tb3+ fotoluminescente como sensor para metanol em etanol combustível
Autor(es): Fonseca, Ramon Raoni Ferreira da
Orientador: Luz, Priscilla Paiva
Palavras-chave: Lantanídeo
Rede metalorgânica
Luminescência
Etanol combustível
Data do documento: 30-Mai-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A capacidade de detecção de uma rede metalorgânica de Tb3+, com base na sua fotoluminescência, foi utilizada para a detecção de metanol em etanol combustível. O MOF-76 foi sintetizado utilizando o térbio e o ácido trimésico como íon metálico central e ligante, respectivamente. A difração de raios-X em pó, a espectroscopia na região do infravermelho, a análise termogravimétrica e a microscopia eletrônica de varredura foram empregadas para caracterizar estruturalmente o MOF-76 sintetizado. De acordo com os resultados, o MOF-76 foi obtido com sucesso com pequenas modificações na rota sintética e sua forma ativada (denominada TbTMA) foi testada como um sensor para o metanol, um dos adulterantes do etanol combustível. A intensidade da luminescência do íon Tb3+ aumentou à medida que a concentração de metanol em etanol combustível também aumentou e a quantidade de água não afetou essa resposta. Os resultados indicaram que o TbTMA atuou como um sensor apropriado para avaliar a adulteração de etanol combustível pela adição de metanol acima do limite permitido regulamentado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10782
Aparece nas coleções:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12213_Ramon Raoni Ferreira da Fonseca.pdf3.88 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.