Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10787
Título: Síntese de híbridos moleculares contendo os núcleos morfolínico, 1,4-naftoquinônico, 7-cloroquinolínico e 1,3,5-triazínico com atividade inibidora de corrosão no aço AISI 316 em meio de água de produção simulada
Autor(es): WESTPHAL, R.
Orientador: GRECO, S. J.
Data do documento: 15-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: WESTPHAL, R., Síntese de híbridos moleculares contendo os núcleos morfolínico, 1,4-naftoquinônico, 7-cloroquinolínico e 1,3,5-triazínico com atividade inibidora de corrosão no aço AISI 316 em meio de água de produção simulada
Resumo: A corrosão é um problema bastante recorrente e preocupante em diversos setores da indústria e da sociedade. As indústrias de petróleo e petroquímicas são as mais atingidas pelo fenômeno da corrosão, que está presente em toda a cadeia produtiva, causando atraso operacional, aumento do custo da produção, contaminação do óleo e outros prejuízos sérios ao meio ambiente e à saúde ou mesmo à vida de funcionários. Isso devido à presença de substâncias corrosivas, como Cl-, H2S, CO2 e O2, dissolvidas na água de produção e no óleo. Uma maneira de mitigar os problemas ocasionados pela corrosão é através da injeção de inibidores químicos na linha de produção. Os inibidores orgânicos (foco deste trabalho) são substâncias que se adsorvem quimicamente à superfície do aço, coordenando ao metal e, assim, formando um filme protetor. Por isso é interessante que esses inibidores apresentem em suas estruturas insaturações e/ou grupamentos fortemente polares como átomos de nitrogênio, enxofre ou oxigênio, que possuam pares de elétrons disponíveis para serem doados aos metais. Neste sentido, os híbridos moleculares 70, 71 e 72, contendo os núcleos morfolínico, naftoquinônico, quinolínico e triazínico (que possuem reconhecida atividade inibidora de corrosão) foram sintetizados, com rendimentos variando de 32% a 35%, caracterizados e avaliados quanto às suas atividades anticorrosivas no aço AISI 316 em meio de água de produção simulada contendo 150.000 mg.L-1 de Cl- e 5 mg.L-1 de S2-. O estudo de polarização potenciodinâmica revelou que os três compostos sintetizados apresentaram atividade inibidora de corrosão, com eficiência de inibição variando de 66% a 85%, sendo o melhor resultado obtido para o composto 70. O estudo de impedância eletroquímica corroborou com o estudo de polarização, apontando o composto 70 como melhor inibidor e, além disso, indicou que os compostos estudados atuam por meio da formação de uma película protetora na superfície do aço AISI 316. Um quarto híbrido molecular 98 contendo apenas os núcleos triazínico e naftoquinônico foi também sintetizado, contudo sua caracterização estrutural ainda requer mais algumas análises.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10787
Aparece nas coleções:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12959_Boneco Dissertação de Mestrado - Regina Westphal.pdf9.79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.