Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10797
Título: Feira de Ciências: uma proposição metodológica para articular teoria-prática utilizando o Diagrama V
Autor(es): XAVIER, L. A.
Orientador: SEGATTO, B. R.
Data do documento: 14-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: XAVIER, L. A., Feira de Ciências: uma proposição metodológica para articular teoria-prática utilizando o Diagrama V
Resumo: Essa dissertação apresenta um estudo descritivo de algumas atividades experimentais de Hidrostática/Hidrodinâmica e Eletrodinâmica para a Feira de Ciências da Escola Estadual do Ensino Fundamental e Médio Professora Filomena Quitiba, situada no município de Piúma-ES, com histórico de 35 anos de realização anual do evento. As atividades desenvolvidas foram permeadas pelo método do Diagrama V, proposto por David Bob Gowin em 1977. Para infundir esse método no evento científico foram oportunizadas Oficinas Pedagógicas para os grupos de alunos das três séries do Ensino Médio. A proposta de utilização desse instrumento heurístico, por sua usabilidade no contexto experimental, é a de promover a ruptura de práticas de roteiros tradicionais. Foram estruturadas e ofertadas duas oficinas pedagógicas para estudantes do Ensino Médio regular com o objetivo de realizar a imersão desses alunos no novo método. Após a realização das oficinas foram realizadas atividades para promover maior familiaridade com o novo instrumento. O pesquisador desenvolveu junto aos alunos dezoito atividades experimentais de Física e destas, foram selecionadas dez atividades como objeto desta pesquisa, sendo seis grupos formados com alunos do primeiro ano, um grupo do segundo ano e três grupos do terceiro ano. Foram sete atividades de Fluidos e três de Eletrodinâmica, tendo o Diagrama V como norte dos procedimentos de orientação, coleta de dados e avaliação em todo o processo. Os Diagramas Vs produzidos pelos grupos de alunos foram analisados a partir dos critérios propostos por Novak e Gowin (1984) e Prado (2015) para estabelecer os critérios de valor. Fazendo uma avaliação geral do processo, constata-se que a infusão da heurística de Gowin foi exitosa ao propiciar a visão do pensar com a práxis na construção do conhecimento. Pode-se inferir que esses estudantes começaram a perceber a importância da dinâmica do Diagrama V como instrumento referencial para os experimentos desenvolvidos para a Feira de Ciências e para explicação destes ao público visitante.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10797
Aparece nas coleções:PPGENFIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12875_Dissertação - Lucas Antônio Xavier.pdf4.73 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.