Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10844
Título: SEXUALIDADES E COTIDIANOS ESCOLARES: ENTRE MOVIMENTOSIMAGENSNARRATIVAS CURRICULARES TRANSBORDANTES
Autor(es): DELMONDES, M. O.
Orientador: FERRACO, C. E.
Data do documento: 18-Dez-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: DELMONDES, M. O., SEXUALIDADES E COTIDIANOS ESCOLARES: ENTRE MOVIMENTOSIMAGENSNARRATIVAS CURRICULARES TRANSBORDANTES
Resumo: Trata-se de uma escrita-ensaio-em-platôs oriundas das experiências (LARROSA, 2015) (com)partilhadas com diferentes praticantesaventureiras discentes e docentes, da rede pública municipal de Guarapari ocorridas em diversos espaçostempos de produção de conhecimentos como a escola, a praia, o Morro da Pescaria e as formações docentes. Ressaltamos as práticaspolíticas vividas e experienciadas nas redes de currículosformações (FERRAÇO; GOMES, 2013) no dentrofora (ALVES, 2013) das escolas, problematizando a temática sexualidade (FOUCAULT, 2015) como uma outra possibilidade de tecer fios-sentidos outros que potencializam os currículos a partir das múltiplas formas de sexualidades transbordantes. Assumimos como intercessores desse corpodissertação os estudos de Foucault acerca da sexualidade; de Deleuze e Guattari e Rolnik para pensar as sexualidades nos currículos a partir dos conceitos de rizoma e micropolítica. Como aposta teórico-metodológica, nos apropriamos da pesquisa com os cotidianos e dialogamos com as práticasteoriaspraticas, mergulho sem bóia e dentrofora de Alves, a potência do currículo em redes e o uso das imagensnarrativas de Ferraço, o uso das imagens-movimento de Carvalho e outros intercessores que vêm desenvolvendo estudos teóricos relevantes na pesquisa com os cotidianos. A tessitura de uma escrita outra é inspirada no conceito de platô de Deleuze e no ensaio de Larrosa e Skliar. Essa escrita-ensaio-em-platôs ao delinear sobre as sexualidades como composições dos currículos vividos, praticados e rizomáticos, assume como perspectiva de continuação dos estudos futuros, as amizades, como forças subversivas que potencializam as múltiplas sexualidades transbordantes dos currículos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10844
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12837_Disseração para impressão.pdf12.19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.