Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10940
Título: Comportamento e bem-estar de peixe beta (Betta splendens) em aquário.
Autor(es): BONIFACIO, C. T.
Orientador: MENDONCA, P. P.
Palavras-chave: teste de preferência
labirinto
comportamento animal
Data do documento: 22-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: BONIFACIO, C. T., Comportamento e bem-estar de peixe beta (Betta splendens) em aquário.
Resumo: O trabalho será realizado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo/Campus Alegre, no laboratório de Nutrição e Produção de Espécies Ornamentais, localizado no município de Alegre, região Sul do estado do Espírito Santo, Brasil. Serão utilizados 70 exemplares machos de peixe Beta (Betta splendens) com idade entre 90 e 120 dias. Dos quais 15 exemplares de peixe Beta, machos adultos, com aproximadamente 90 dias serão manejados em aquário tipo cruzeta com quatro pontas de mesmo comprimento e distância do centro. Quatro testes serão realizados para analisar a preferência dos peixes quanto a tipo de (T1) substrato, de (T2) vegetações, de (T3) abrigos e de (T4) cores. Em cada teste será oferecido quatro tipos de preferências (P1, P2, P3 e P4) distribuídos aleatoriamente por sorteio. Serão analisados os comportamentos de frequência em cada preferência, duração em cada preferência e tempo de latência. No segundo trabalho serão utilizados 35 exemplares machos de peixe Beta com aproximadamente 90 dias distribuídos aleatoriamente em cinco tipos de alojamento (tratamentos); (T1) copos de 0,3 litros, (T2) beteiras 3 litros sem enriquecimento, (T3) beteiras 3 litros enriquecidas, (T4) aquários 38 litros sem enriquecimento e (T5) aquários 38 litros enriquecidos. Os comportamentos dos animais serão gravados durante todo o período experimental. Será realizado um total de dezesseis horas de observações para cada tratamento. Durante o mesmo período também será realizado observação focal durante cinco minutos intermitentes alternando entre os tratamentos no total de 150 minutos por período. Os comportamentos registrados serão organizados formando um etograma e comparados entre os diferentes tratamentos. No último trabalho serão utilizados os 35 exemplares machos de peixe Beta, advindos do experimento de enriquecimento, com aproximadamente 120 dias em aquário tipo labirinto. Localizado dentro do labirinto haverá quatro pontos; dois objetos estressores, espelho (E1) e predador (E2), e dois objetos recompensa ambiente enriquecido (R1) e alimento (R2). Comportamentos como lateralidade, latência, preferência, frequência e duração serão analisados durante 15 minutos na parta da manhã e 15 minutos na parte da tarde durante dois dias consecutivos. Então os animais terão cinco dias de descanso e retornarão ao labirinto para mais 15 minutos de observações comportamentais na parta da manhã e 15 minutos na parte da tarde durante dois dias consecutivos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10940
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12295_CAROLINE TEIXEIRA BONIFÁCIO.pdf1.5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.