Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10975
Título: Efeito de insumos biológicos no crescimento de Capim marandu e Stylozanthes cv. Campo Grande
Autor(es): VALENTIM, S. B.
Orientador: MENDONCA, E. S.
Palavras-chave: promoção de crescimento vegetal
forrageiras
bioestimulante
Data do documento: 26-Fev-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: VALENTIM, S. B., Efeito de insumos biológicos no crescimento de Capim marandu e Stylozanthes cv. Campo Grande
Resumo: Os principais fatores responsáveis pela degradação das áreas cultivadas com pastagens estão relacionados ao manejo incorreto e desmatamento para a expansão agropecuária. Dentro dos princípios da conservação do solo, a ciclagem de nutrientes pela adubação verde, fixação biológica de nitrogênio (FBN) por bactérias diazotróficas e uso de bioestimulantes do crescimento vegetativo avançaram como promissores para o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis. O objetivo geral deste trabalho foi avaliar o uso de bactérias diazotróficas, substâncias húmicas e óleo essencial de eucalipto em Capim Marandu e Estilosantes cv. Campo Grande como estratégia inovadora para maximização da produtividade e qualidade do solo. Os 3 capítulos foram desenvolvidos em casa de vegetação. No capítulo 1, os tratamentos consistiram em cinco concentrações de óleo essencial de eucalipto (OEE): 0, 20, 40, 60, 80 μL L-1 e, no capítulo 2, em cinco concentrações de substâncias húmicas (SH): 0, 20, 40, 60, 80 mg C L-1, aplicadas em três épocas: 15, 30 e 45 dias após a emergência, antes e após o primeiro corte das plantas. O volume de OEE e SH pulverizados, nos dois capítulos, em cada época de aplicação, foi de 1 mL por planta. No capítulo 3, foi analisada a combinação da melhor concentração de OEE e SH, encontradas nos capítulos 1 e 2, com bactérias diazotróficas endofíticas. Utilizou-se um delineamento em blocos casualizados, com os tratamentos: controle; substâncias húmicas e óleo essencial de eucalipto; substâncias húmicas e bactérias diazotróficas endofíticas; óleo essencial de eucalipto e bactérias diazotróficas endofíticas; substâncias húmicas, óleo essencial de eucalipto e bactérias diazotróficas endofíticas; e bactérias diazotróficas. Os parâmetros analisados foram massa seca da parte aérea e da raiz, altura de plantas, diâmetro do colmo, medidas de trocas gasosas e análise nutricional. No capítulo 1, o óleo essencial de eucalipto promoveu maior crescimento em plantas de Capim Marandu e maior rebrota em plantas de estilosantes cv. Campo Grande. Os tratamentos com óleo essencial de eucalipto foram eficientes na produção de massa seca da parte aérea de Capim Marandu e estilosantes cv. Campo Grande. No capítulo 2, a utilização de concentrações de substâncias húmicas demonstrou ser eficiente para o aumento da produção de massa seca da parte aérea de estilosantes cv. Campo Grande. No capítulo 3, o tratamento com bactérias diazotróficas demonstrou eficiência na produção de massa seca da parte aérea e raiz de Capim Marandu e incrementou 92% o acúmulo de N em estilosantes cv. Campo Grande em relação ao tratamento controle.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10975
Aparece nas coleções:PPGPV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_10515_Sara Brinati Valentim.pdf1.93 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.