Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11026
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorRODRIGUES, M. B. F.
dc.date.accessioned2019-04-12T02:15:09Z-
dc.date.available2019-04-11
dc.date.available2019-04-12T02:15:09Z-
dc.identifier.citationARAUJO, L. L. S., Violência e Hip Hop: Transformando um problema em Artepor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/11026-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleViolência e Hip Hop: Transformando um problema em Artepor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractDentro de um contexto sociocultural, o Hip Hop é tido como uma das culturas populares mais fortes na juventude atual. Percebendo como este movimento trabalha na vida do jovem, instigamo-nos a pesquisar sobre como funciona este processo e porque, mesmo não sendo mais aquela cultura de resistência racial da década de 1970, continua sendo uma das culturas que mais incluem jovens em vulnerabilidade social. Buscamos saber o que estes jovens entendem por violência e como lidam com isso. Através destas informações iniciais, me faço a seguinte pergunta: Como a inclusão social dos jovens através do Hip Hop pode minimizar os danos causados pela violência na sociedade? Esta pesquisa de caráter etnográfico foi realizada a partir dos eventos de Hip Hop, por meio da seleção de agentes que representam relevância no movimento do Espírito Santo, Brasil. Realizamos entrevistas em seus respectivos espaços de atuação e, ao final da nossa pesquisa, reunimos as informações e comparamos as semelhanças e diferenças dos relatos. Percebemos como a violência simbólica ganha uma carga muito maior na vida de todos os agentes e analisamos o que o Hip Hop faz na vida de cada indivíduo. Teorico-metodologicamente, os autores que nos orientam são Ginzburg, na perspectiva indiciária, Bourdieu, no que diz respeito nas discussões em torno do poder simbólico e da dominação masculina, Mauss, em seu estudo sobre a Dádiva e Foucalt no que tange a biopolítica e poder. Palavras-Chaves: Hip Hop, Violência, Juventude, Arte.por
dcterms.creatorARAUJO, L. L. S.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2019-03-13
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Sociaispor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Ciências Sociaispor
dc.contributor.refereeCAMPOS, K. K. S.
dc.contributor.refereeROSA, P. O.
dc.contributor.refereeCOELHO, C. M.
dc.contributor.refereeOLIVEIRA, O. M.
Aparece nas coleções:PPGCSO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12925_VIOLÊNCIA E HIP HOP - TRANSFORMANDO UM PROBLEMA EM ARTE 4.pdf2.81 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.