Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11055
Título: ESTUDO COMPARATIVO DA APLICAÇÃO DO MODELO SOIL AND WATER ASSESSMENT TOOL (SWAT) E MÉTODOS USUAIS DE REGIONALIZAÇÃO DE VAZÕES MÍNIMAS DE REFERÊNCIA Q90
Autor(es): FERREIRA, T. G.
Orientador: RIGO, D.
Data do documento: 26-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: FERREIRA, T. G., ESTUDO COMPARATIVO DA APLICAÇÃO DO MODELO SOIL AND WATER ASSESSMENT TOOL (SWAT) E MÉTODOS USUAIS DE REGIONALIZAÇÃO DE VAZÕES MÍNIMAS DE REFERÊNCIA Q90
Resumo: A necessidade de estimativa de vazões em bacias hidrográficas é uma problemática recorrente em estudos hidrológicos e no gerenciamento de recursos hídricos. Em específico, ao se voltar para as vazões mínimas de referências (Q90), são encontradas metodologias para a determinação dos valores dessas, todavia esse caminho teórico é permeado de incertezas e trabalhosos esforços. Um dos diversos métodos de determinação de Q90 é de Eletrobrás, proposto em 1985 e que vem, desse então, sendo largamente utilizado em todo o território nacional. Não diferente à isso, no Espírito Santo autores como Euclydes et al. (2007) e Ferreira (2010) aplicaram esse método para a bacia do Rio Timbuí, que consiste em um curso dágua de significativo comprimento e potencial de abastecimento humano, porém com apenas uma estação fluviométrica de monitoramento. Por outro lado, com o avanço tecnológico, métodos como o SWAT (Soil and Water Assessement Tool) vêm sendo largamente utilizados para a determinação de vazões em diversas localidades, inclusive no Espírito Santo. Por isso, este trabalho buscou estudar comparativamente os resultados de Q90 obtidos através das equações de regionalização de vazões já desenvolvidas pelos autores citados outrora e àqueles oriundos da curva de permanência de vazões, estas obtidas através do SWAT com uma simulação nãocalibrada, para uma região que englobasse o posto fluviométrico de Valsugana Velha-Montante (sub-bacia 115) e para um local mais próximo da foz do rio (sub-bacia 207), onde não havia monitoramento. O trabalho foi dividido em três etapas, sendo na primeira abordada a modelagem hidrológica com o SWAT, donde se apresentam os dados de entrada do modelo (variáveis climáticas, fisiográficas e fluviométricas), a análise de sensibilidade dos parâmetros do modelo através dos valores de p-value e t-stat e as tentativas de calibração com obtenção de um Coeficiente de Nash-Sutcliffe igual a 0,17. A segunda etapa foi destinada à determinação da vazão Q90 com os dados modelados no SWAT, onde, neste item, abordou-se a distribuição das vazões simuladas entre o período de simulação (01/01/2007 a 31/12/2015) em uma curva de permanência da qual foi possível a determinação da vazão a qual se igualava ou era superada em 90% do tempo (Q90). Por fim, na terceira etapa, as equações de Euclydes et al. (2007) e Ferreira (2010) foram aplicadas para as duas bacias em estudo. No item seguinte à terceira etapa, foi discorrido comparativamente os valores obtidos pelas duas metodologias aplicadas onde se verifica forte divergência dos valores simulados pelo SWAT com os obtidos através das equações de regionalização para as sub-bacias. Essa medida de comparação foi realizada com o auxílio do Erro Relativo, método largamente utilizado para análises comparativas em modelos hidrológicos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11055
Aparece nas coleções:PPGESA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12908_Dissertação - Thiago Gomes Ferreira.pdf3.39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.