Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11148
Título: Caracterização genética, Fitoquímica e das atividades biológicas de diferentes populações naturais de Varronia Curassavica Jacq. E Momordica Charantia L. no Espírito Santo
Autor(es): Mota, Mainã Mantovanelli da.
Orientador: Batitucci, Maria do C.Pimentel.
Data do documento: 2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MOTA, Mainã Mantovanelli da. Caracterização genética, Fitoquímica e das atividades biológicas de diferentes populações naturais de Varronia Curassavica Jacq. E Momordica Charantia L. no Espírito Santo. Tese (Doutorado em biologia vegetal) – Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, Centro deCiências Humanas e Naturais 2019.
Resumo: As plantas medicinais têm sido usadas para tratamento, cura e prevenção de doenças por milhares de anos. Varronia curassavica Jacq. e Momordica charantia L. são espécies de plantas amplamente exploradas para fins terapêuticos.Varronia curassavica Jacq., popularmente conhecida como ervabaleeira, pertence à família Cordiaceae e é tradicionalmente usada para tratar inflamações, além disso, é descrita por apresentar propriedades antibacterianas, antifúngicas, antialérgicas, antitumorais e antioxidantes.Já a Momordica charantia L. é uma espécie herbácea pertencente à família Cucurbitaceae comumente conhecida como melão-de-são-caetano e na medicina tradicional, é utilizada para o tratamento de diabetes, cólicas, câncer, entre outras desordens. As propriedades medicinais apresentadas pelas diferentes plantas medicinais estão relacionadas com o conteúdo dos metabólitos secundários presentes na planta. No entanto, fatores genéticos e ambientais, como a composição do solo, a temperatura, a precipitação pluviométrica e a incidência de radiação ultravioleta podem afetar as concentrações desses componentes químicos que refletem em suas atividades biológicas. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar a influência dos fatores ambientais e genéticos na produção de metabólitos secundários e nas atividades antioxidante, citotóxica e antiproliferativa de populações naturais de diferentes regiões do Espírito Santo Brasil das espécies V. curassavica Jacq. e M. charantia L.. Os resultados obtidos a partir das análises utilizando marcadores moleculares ISSR mostraram que tanto as populações de V. curassavica quanto as de M. charantia apresentaram significativa similaridade entre as populações analisadas, provavelmente devido ao fato dessas espécies possuírem uma grande variedade de polinizadores e animais dispersores de sementes que facilitaram o fluxo gênico entre as populações. As análises fitoquímicas de V. curassavica revelaram uma diferença significativa entre as amostras testadas, o que refletiu na variabilidade em sua atividade antioxidante e antitumoral. Os resultados sugerem fortemente que os fatores ambientais são mais determinantes para a variação dos compostos fenólicos do que os fatores genéticos. As análises com M. charantia demostraram que não há uma grande variação entre as suas populações, aqui avaliadas, com relação ao seu conteúdo químico e de atividade biológica, sugerindo que para esta planta a localização geográfica não foi determinante para a variação quantitativa e qualitativa dos compostos fenólicos. O extrato de ambas as espécies apresentou maior citotoxicidade seletiva in vitro contra células tumorais, sarcoma 180, demonstrando que V. curassavica e M. charantia apresentam potencial terapêutico para o desenvolvimento de novos fármacos. Dessa forma, este trabalho é importante para auxiliar na elucidação das condições ótimas para o uso etnofarmacológico dessas plantas medicinais.
The medicinal plants have been used for treatment, cure and prevention of diseases for several thousands of years. Varronia curassavica and Momordica charantia are widely exploited plant species for therapeutic purposes. Varronia curassavica Jacq. popularly known as “erva-baleeira”, belongs to the family Cordiaceae and is traditionally used to treat inflammation, in addition it is described by present antibacterial, antifungal, anti-allergic, antitumor, and antioxidant properties. Already the Momordica charantia L. is a species herbaceous belonging to the family Cucurbitaceae commonly known as bitter gourd or bitter melon and in tradicional medicine, it is used for the treatment of diabetes, colics, cancer, among other disorders. The medicinal properties shown by different medicinal plants are due to the secondary metabolites present in the plant. However, genetics and environmental factors, such as soil composition, temperature, rainfall and ultraviolet radiation incidence can affect the concentrations of these chemical components that reflect on their biological activities. Therefore, the aim of this study was to evaluated the environmental and genetic factors influence on the production of secondary metabolites and the antioxidant, cytotoxic and antiproliferative activity of populations from different regions of Espírito Santo/Brazil of V. curassavica and M. charantia. The results obtained from the analyzes using ISSR molecular markers showed that both V. curassavica and M. charantia species showed a significant similarity between the analyzed populations, probably due to the fact these species possess variety of pollinators insect and seed dispersal animals which facilitated the gene flow. The phytochemical analyzes of V. curassavica revealed a significant quantitative difference between the samples tested, which reflected in variability in their biological antioxidant and antitumoral activities. Results strongly suggest that these variations were caused by environmental rather than genetic factors. The analyzes with the species M. charantia showed there is not a very large variation among the populations related as to their chemical content and biological activity, suggesting that for this plant the geographic location is not determinant for the quantitative and qualitative variation of phenolic compounds. The extract of both species showed a higher selective cytotoxicity in vitro against sarcoma 180, demonstrating that V. curassavica and M. charantia presents therapeutic potential for the development of new drugs. This work are important to help in elucidation optimal conditions for ethnopharmacological use of these medicinal plants.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11148
Aparece nas coleções:PPGBV - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12972_Versão Final - Mainã Mantovanelli.pdf4.21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.