Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11149
Título: Impacto do envelhecimento na resposta imune de camundongos BALB/C e C57BL/6 contra a leishmaniose visceral
Autor(es): Salgado, Caio Loureiro
Orientador: Gomes, Daniel Cláudio de Oliveira
Coorientador: Covre, Luciana Polaco
Data do documento: 28-Mar-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SALGADO, Caio Loureiro. Impacto do envelhecimento na resposta imune de camundongos BALB/C e C57BL/6 contra a leishmaniose visceral. 2019. 83 f. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Programa de Pós-Graduação em Doenças Infecciosas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2019.
Resumo: Imunosenescência é um termo usado para definir o declínio fisiológico das funções imunológicas resultantes do envelhecimento. Está associada à indução de múltiplas características fenotípicas e disfuncionais no pool de células T e à capacidade prejudicada de montar respostas imunes efetivas contra patógenos e uma resposta vacinal satisfatória. A imunidade à infecção por Leishmania infantum requer uma resposta imune específica Th1, responsável por induzir os mecanismos leishmanicidas mediados por macrófagos. No presente estudo, investigamos se as alterações imunes impressas pelo envelhecimento teriam um impacto sobre a leishmaniose visceral. Nós avaliamos a capacidade funcional de células T efetoras, bem como o perfil de diferenciação de memória no pool de células T durante a infecção de ambas as cepas BALB/c e C57BL/6. Assim, camundongos jovens (6-8 semanas) e idosos (72 semanas) foram infectados com 107 promastigotas de L. infantum e eutanasiados durante o pico da infecção. Nossos resultados demonstraram que camundongos C57BL/6 infectados com idade avançada apresentaram maior carga parasitária tanto no baço quanto no fígado, em comparação com os controles. No entanto, camundongos BALB/c de idosos demonstraram uma redução do parasitismo no baço, mas não no fígado, associada a uma maior expressão de marcadores inibitórios (KLRG1 e PD-1) e NKG2D quando comparados a outros grupos. Além disso, camundongos velhos infectados demonstraram aumento do perfil pró-inflamatório caracterizado pela produção de IFN-γ, TNF-α, óxido nítrico (NO) e IL2, bem como o acúmulo de células T de memória efetoras. Em resumo, nossos resultados demonstram que o envelhecimento resulta em modificações distintas durante a leishmaniose visceral. Camundongos da linhagem BALB/c têm seu perfil de maior parasitismo revertido, enquanto que em camundongos C57BL/6 é o oposto. Esses resultados estão associados à ação reguladora da resposta adaptativa como a ação dos receptores inibitórios e de ativação, aos quais se tornam mais frequentes durante o envelhecimento.
Due to its high prevalence and severity, visceral leishmaniasis has acquired great importance for epidemiological surveillance. Although it is a disease that affects different age groups, older individuals are further harmed by the disease, as aging is characterized by the reduction of the immune system which is titled Immunosenescence. This a term used to define the physiological decline of immune functions resulting from aging. It is associated with induction of multiple phenotypic and dysfunctional characteristics in the T cell pool and impaired ability to mount effective immune responses against pathogens and a satisfactory vaccine response. Immunity to Leishmania infantum infection requires a specific Th1 immune response, responsible for inducing the leishmanicidal mechanisms mediated by macrophages. In the present study, we investigated whether the immune changes imprinted by aging would have an impact on the fate of visceral. We evaluated the functional capacity of effector T cells as well as the memory differentiation profile in the T cell pool during infection of both BALB/c and C57BL/6 strains.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11149
Aparece nas coleções:PPGDI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13197_Dissertação Caio Loureiro Salgado.pdf2.98 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.