Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11152
Título: Influências das características ambientais adversas na escolha da abordagem de implementação e no sucesso de projetos
Autor(es): Ralf Luis de Moura
Orientador: Carneiro, Teresa Cristina Janes
Data do documento: 8-Mai-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: Ralf Luis de Moura, Influências das características ambientais adversas na escolha da abordagem de implementação e no sucesso de projetos
Resumo: O alto índice de projetos que não conseguem atingir as metas e resultados previamente estabelecidos é um desafio persistente na área de gestão de projetos. Para minimizar estes desafios, as organizações adotam metodologias de gestão de projetos que se sustentam no pressuposto de que um único meio é capaz de ajudar no alcance dos resultados em quaisquer situações (one size fits all). Grande parte das metodologias defendem que somente é possível atingir a excelência na gestão de projetos por meio do planejamento rígido, baseado na aplicação de métodos dotados de rigor lógico e objetividade, o que direciona à aplicação de uma abordagem prescritiva na implementação dos projetos. Entretanto, nem todos os projetos são iguais e alguns destes, em função do ambiente em que estão inseridos, podem depender de uma abordagem adaptativa para alcançar o sucesso, pois as características ambientais adversas do projeto representadas pelos elementos: dinamicidade, incerteza, diversidade técnica e ambiguidade podem influenciar seu sucesso tanto em relação ao alcance das metas estabelecidas quanto à satisfação com os resultados do projeto. Por meio de um arcabouço teórico, este estudo teve por objetivo propor e testar um modelo de classificação de projetos que indica a abordagem de implementação mais ajustada às características ambientais adversas do projeto com capacidade de propiciar maior probabilidade de sucesso. Para tal, por intermédio de uma pesquisa empírica com 332 profissionais envolvidos em projetos, este estudo propôs um modelo estrutural que foi validado e testado. A partir dos resultados do modelo testado, criou-se um modelo de classificação de projetos que permitiu a indicação da abordagem de implementação com maior probabilidade de auxiliar o projeto a alcançar o sucesso. Os resultados mostraram que, contrapondo o que afirmam muitos estudos, nem todos os projetos no qual as características ambientais adversas têm grande influência, têm maior probabilidade de sucesso quando adotam abordagens adaptativas. Ademais, nem todos os projetos em que as influências ambientais têm baixa influência tendem a apresentar melhores resultados quando adotam abordagens prescritivas. O que denota que é necessário entender previamente o contexto ambiental ao qual o projeto está inserido e a partir deste entendimento optar pela abordagem de implementação com maiores chances de sucesso. Mostrando evidências de que um único meio não é capaz de endereçar todos os tipos de projetos (one size does not fit all).
The high index of projects that cannot reach the goals and results previously established is a persistent challenge in the project management area. To minimize these challenges, organizations adopt and institutionalize project management methodologies that generalize their application, based on the assumption that a single way can help achieve results in any situation. Most of the methodologies defend that it is only possible to achieve excellence in project management through rigid planning, based on rationalization and application of methods with logical rigor and objectivity, which leads to the application of a prescriptive approach in the project implementation. However, not all projects are the same and some of these, depending on the environment in which they are inserted, may require an adaptive approach. The adverse environmental characteristics represented by the elements: dynamism, uncertainty, technical diversity and ambiguity can influence the success of the project both, in relation to the achievement of established goals and satisfaction with project results. The objective of this study was to propose and test a project classification model that indicates the implementation approach more adjusted to the project adverse environmental characteristics with the capacity to provide a greater probability of success. For such, through an empirical research with 332 professionals involved in projects, this study proposed a structural model that was validated and tested. By means of their causal relationships’ significance, a classification model was created to indicate the implementation approach with greater probability of success, according to the project dominant environmental characteristic. Results showed that, contrary to many studies, not all the projects in which the characteristics derived from the environment are more present tend to be more likely to succeed when adopting adaptive approaches, in addition, not all projects with lower environmental influences tend to perform better when they adopt prescriptive approaches. What denotes that it is necessary to previously understand the environmental context to which the project is inserted and from this understanding opt for the implementation approach with greater chances of success. Showing evidence that a single way is not able to address all types of projects (one size does not fit all).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11152
Aparece nas coleções:PPGADM - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13245_Tese - Ralf Moura (2019).pdf3.77 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.