Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11182
Título: Insolvência das operadoras de planos de saúde brasileiras: uma análise empírica do efeito de fatores internos e externos à firma
Autor(es): Bastos, Larissa Lenotti Zuliani Nogueira
Orientador: Zuccolotto, Robson
Data do documento: 25-Abr-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este trabalho investigou o nível de conformidade das operadoras de planos de saúde e como as características (internas e externas) das operadoras afetam a probabilidade de não cumprimento dos limites impostos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Utilizou-se como bases teóricas a teoria das finanças públicas e a teoria econômica da regulação, e os dados econômico-financeiros foram extraídos das páginas eletrônicas da ANS e referem-se ao período de 2007 a 2017. Com base nas estatísticas descritivas, os achados evidenciaram que existem mais empresas solventes do que insolventes, porém com significativo crescimento do número de insolventes. Os modelos de regressões logísticas evidenciaram que variáveis como idade e porte estão negativamente relacionados com o aumento da chance de insolvência das operadoras. Por outro lado, fatores como modalidade e a abrangência geográfica ensejam maiores chances de insolvência. Ademais, em setores de baixa concentração, as operadoras de portes médio e pequeno estão mais propensas à insolvência.
This study aims to investigate the level of compliance of health care providers and how the characteristics (internal and external) of the providers affect the probability of noncompliance with the limits imposed by the National Agency for Supplementary Health (ANS). The theory of public finances and the theory of the economy regulation were used as theoretical basis, and the economic-financial data were extracted from the ANS’s web pages and refer to the period from 2007 to 2017. Based on the descriptive statistics, the findings showed that there are more solvent companies than insolvent but with a significant increase in the number of insolvent companies. The logistic regression models showed that variables such as age and size are negatively related to the increase in the insolvency probability of the operators. On the other hand, factors such as modality and geographic coverage give rise to greater chances of insolvency. Moreover, in low-concentration sectors, medium- and small-sized carriers are more prone to insolvency.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11182
Aparece nas coleções:PPGCON - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13314_Dissertação Larissa Bastos.pdf2.08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.