Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11220
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSilva Junior, Annor da-
dc.date.accessioned2019-06-06T02:09:08Z-
dc.date.available2019-06-05-
dc.date.available2019-06-06T02:09:08Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/11220-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleA legitimidade em questão e a questão da legitimação: Análise do discurso do Grupo Gerdau em relação à Operação Zelotespor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc657-
dc.subject.br-rjbnCorrupção.por
dc.subject.br-rjbnAnálise do discurso.por
dc.subject.br-rjbnIdeologia.por
dcterms.abstractA corrupção é um fenômeno disseminado em diversas sociedades, que ocupa espaço de destaque na opinião geral brasileira e no discurso por esta gerado. Ela é comumente mais associada ao setor público do que ao privado, ainda que seja comum o envolvimento de organizações privadas em tais casos. Tendo em vista essa posição privilegiada das organizações privadas, pesquisou-se em que maneira uma delas responde discursivamente a um caso de corrupção em busca de legitimidade social. A organização analisada foi o Grupo Gerdau, Grupo empresarial familiar do setor siderúrgico, na ocasião de seu envolvimento na Operação Zelotes. A pesquisa foi ancorada nos conceitos de instituição e legitimação social, para abordar os temas: relações entre Estado e mercado; ideologia brasileira; formas de funcionamento do mercado; e corrupção. Os temas foram abordados com o intuito de compreender os elementos simbólicos que tangenciam a corrupção e as organizações privadas. Conduziu-se um estudo de natureza qualitativa e documental, com dados retirados do site institucional do Grupo Gerdau, de notícias da mídia, da base Comdinheiro, e do Youtube. Utilizou-se da Análise do Discurso (AD) como método, a partir das noções de ethos e cenografia, buscando identificar como o Grupo Gerdau se definiu, e como se inseriu na conjuntura nacional à época da Operação Zelotes. Encontrou-se que o Grupo Gerdau se apoia sobre e reforça a oposição entre Estado e mercado, colocando a corrupção do lado do Estado ineficiente, e se apresentando como parte do mercado eficiente. Este mecanismo discursivo permite o distanciamento entre o Grupo Gerdau e a Operação Zelotes, legitimando o primeiro. Indentificou-se que há um sistema discursivo de reforço ideológico, no qual as organizações se afirmam como idôneas apoiando-se discursivamente sobre a ideologia hegemônica, enquanto o mercado aceita tal afirmação e confere legitimidade social a elas e reforça a ideologia corrente. O estudo é limitado pela análise de apenas uma companhia, e pela falta de confirmação estatística da repercussão da Operação Zelotes no valor de mercado do Grupo Gerdau. Sugere-se para estudos futuros um estudo de eventos, que realize essa confirmação, assim como a análise do discurso de mais organizações.por
dcterms.abstractCorruption is a widespread phenomenon in many societies, which occupies great space in general public discourse and opinion of Brazil. It is commonly associated to the public sector, rather than the private one, even though it is common to have private organizations involvement in such cases. In sight of this privileged position of private organizations, we researched how one of them addresses discursively a case of corruption. The analyzed organization was Grupo Gerdau, a family business of the steel industry, at the occasion of its involvement with Operação Zelotes. The research was anchored on the concepts of social institutions and legitimation, to approach the themes of the relations between State and market, Brazilian ideology, the functioning of the market and corruption, with the intent of understanding the symbolic elements that touch corruption and private organizations. A qualitative and documental study was conducted, with data from Grupo Gerdau‟s institutional website, big media articles, the Comdinheiro database and Youtube. Discourse Analysis (AD) was used as method, with the notions of ethos and scenography, in order to identify how Grupo Gerdau defined itself, and how it inserted itself in national conjuncture at the time of Operação Zelotes. We found that Grupo Gerdau leans on and reinforces the opposition between State and maket, putting corruption on the side of inefficient State, and presenting itself as part of the efficient market. This discursive mechanism allows the distancing between Grupo Gerdau and Operação Zelotes, legitimizing the first one. We identified that there is a discursive system of ideological reinforcement, in which organizations present themselves as competent, leaning discursively on hegemonic ideology, at the same time that the market accepts such affirmation, grants social legitimacy to them and reinforces the current ideology. The work was delimited by the analysis of only one organization, and by the lack of statistic confirmation of the repercussion that Operação Zelotes had on market value of Grupo Gerdau. For future studies, we suggest an event study that accomplishes that confirmation, as well as the discourse analysis of more organizationseng
dcterms.creatorGalgano, Aurélia Decot-
dcterms.formattextpor
dcterms.issued2019-03-26-
dcterms.languageporpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Contábeispor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqCiências contábeis-
dc.publisher.courseMestrado em Ciências Contábeispor
dc.contributor.refereeSilva, Priscila de Oliveira Martins-
dc.contributor.refereeZuccolotto, Robson-
Aparece nas coleções:PPGCON - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13085_Dissertação Aurélia Vfinal 6 (17_04_2019).pdf1.89 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.