Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11294
Título: Diagnóstico morfológico e molecular das principais enfermidades que acometem cachorro-do-mato (Cerdocyon thous) no Espírito Santo.
Autor(es): UZAI, G. J. S.
Orientador: NUNES, L. C.
Palavras-chave: Canídeos silvestres
Histopatologia
PCR
Data do documento: 18-Fev-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: UZAI, G. J. S., Diagnóstico morfológico e molecular das principais enfermidades que acometem cachorro-do-mato (Cerdocyon thous) no Espírito Santo.
Resumo: O cachorro-do-mato (Cerdocyon thous) é uma espécie de canídeo silvestre que ocorre em grande parte da América do Sul. Embora sejam considerados onívoros, possuem hábitos generalistas e, eventualmente, se alimentam de carcaças de animais domésticos, além de alimentos processados e resíduos alimentícios de áreas onde existe a ocupação humana e animais domésticos. Essa relação de proximidade representa risco para a ocorrência de enfermidades nesta espécie. Sendo assim, o presente estudo propôs investigar a ocorrência de enfermidades em Cerdocyon thous de vida livre, vítimas de atropelamentos nas rodovias do Espírito Santo. Para isto foram desenvolvidos dois ensaios a saber: detecção da presença de Brucella sp., Babesia sp., Rangelia sp. e Hepatozoon sp. em amostras de baço de C. thous e o avaliação da morfologia e identificação de parasitos em amostras de fígado e pulmão. Dezenove animais foram necropsiados no setor de Patologia Animal da Universidade Federal do Espírito Santo e os tecidos foram avaliados por PCR e histopatologia. A técnica de reação em cadeia de polimerase para os agentes infecciosos Brucella sp., Babesia sp., Rangelia sp. e Hepatozoon sp. não revelou amplificação do DNA do agente alvo em nenhuma amostra. Diante disto, conclui-se que não foram detectados os agentes infecciosos Brucella sp., Babesia sp., Rangelia sp. e Hepatozoon sp. em cachorros-do-mato de vida livre, no entanto, foram observadas lesões em fígado e pulmão, associadas aos parasitismos por Platinosomum sp. e Angiostrongylus sp., respectivamente. Desta forma, é importante que mais estudos sejam realizados para esclarecer o papel do cachorro-do-mato na transmissão de doenças infecciosas e/ou parasitárias, uma vez que este animal pode funcionar como sentinela, ou mesmo reservatório de muitas enfermidades.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11294
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_13035_Gabriel José Silva Uzai.pdf2.27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.