Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11307
Título: Qualidade química de suco de uva comercial, perfil químico de bananas e açaí juçara e atividade quimiopreventiva de câncer de extratos de bananas
Autor(es): Oliveira, Bruno Gomes de
Orientador: Romão, Wanderson
Coorientador: Endringer, Denise Coutinho
Palavras-chave: Espectrometria de Massas
Adulteração de suco de uva e Quimi
Perfil químico
Data do documento: 27-Jun-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A Espectrometria de Massas com analisador de Ressonância Ciclotrônica de Íons e com Transformada de Fourier (FT ICR MS) aliada a fonte de ionização por eletrospray (ESI) é uma poderosa ferramenta de análise química. Neste trabalho foi desenvolvida uma metodologia de identificação e quantificação de adulteração de suco de uva com suco de maçã. Foram elaborados um modelo de calibração univariado e dois modelos de calibração multivariados (PLS e MLR). Os três modelos apresentaram resultados com boa precisão e exatidão. Foram testadas onze amostras de sucos de uva integral comercial. Destas onze amostras, duas delas apresentaram teor de suco de maçã de aproximadamente 24% m/m e os outros nove sucos investigados ou não continham suco de maçã ou apresentavam teor abaixo do limite de quantificação. Além disso, utilizando ESI(-) FT ICR MS foi possível estudar o perfil glicídico e fenólico de bananas das cultivares Pacovan, Ambrosia, Vitória, Japira, Prata Comum e Tropical em quatro estádios de maturação. Foi possível observar o aumento do teor de carboidratos nos frutos, durante a maturação e que as bananas Prata (Japira, Vitória, Prata Comum e Pacovan) apresentaram teor de monossacarídeos superior ao teor de dissacarídeos e as Gros Michel (Ambrosia) e Maçã (Tropical) apresentaram teor de dissacarídeos superior ao teor de monossacarídeos. Já o perfil polifenólico destas amostras indicou uma predominância de flavonóides e ácidos cinâmicos, sendo vinte polifenóis detectados, como por exemplo: epicatequina, ácido ferúlico hexosídeo, derivado do ácido cafeico, derivado do ácido gálico, proantocianidina e quercetina deoxihexosehexosídeo. Foram analisados também o potencial quimiopreventivo de câncer associado a indução de quinona-redutase e inibição da produção de óxido nítrico, NF-B e aromatase. A cultivar Pacovan, estádio de maturação 2, apresentou alta inibição de NF-B enquanto a cultivar Japira, nos estádios de maturação 2, 4 e 7 e Ambrosia, estádio 4, apresentaram inibição de aromatase superior a 50%. Todas as amostras, exceto Pacovan no estádio de maturação 7, Tropical no estádio de maturação 7, apresentaram inibição de iNOS superior a 80%. O perfil polifenólico de sete populações de juçara também foi investigado neste trabalho. Os polifenóis foram classificados em três classes fitoquímicas: flavonóides, ácidos fenólicos e antocianinas, sendo a classe dos flavonóides a mais abundante. Dentre os compostos identificados destacam-se o dihidrokaempferol, ácido protocatecuico hexosídeo, ácido siringico hexosídeo, orientina e malvidin-glicosídeo.
Fourier Transform Ion Cyclotron Resonance Mass Spectrometry (FT ICR-MS) allied to electrospray ionization (ESI) is a powerful tool for chemical analysis. In this work, a methodology was developed for the identification and quantification of grape juice with apple juiceadulteration. Anunivariate and two multivariate calibration models (PLS and MRL) were developed. The three models presented results with good precision and accuracy. Eleven samples of commercial whole grape juice were tested. Of these eleven samples, two of them presented apple juice content of approximately 24% m/m and the other nine juices investigated they either did not contain apple juice or had a content below the limit of quantification.In addition, using the ESI(-) FT ICR-MS, it was possible to study the glycidic and phenolic profile of bananas of the Pacovan, Ambrosia, Vitória, Japira, Prata Comum and Tropical varieties at four maturation stages. It was possible to observe the increase of the carbohydrate content in the fruits, during maturation. The Prata (Japira, Vitória, PrataComum and Pacovan) bananas had a monosaccharide content higher than the disaccharide content. Conversely, Gros Michel (Ambrosia) and Maçã(Tropical) had a higher disaccharide content than the monosaccharide content. The polyphenolic profile of these samples indicated a predominance of flavonoids and cinnamic acids, of which 20 polyphenols were detected, for example: epicatechin, hexoside ferulic acid, caffeic acid derivative, gallic acid derivative, proanthocyanidin and quercetin deoxyhexosehexoside.The cancer chemopreventive potential associated with quinone reductase induction,inhibition of the nitric oxideproduction, NF-kB and aromatase were also analyzed.Pacovan cultivar, maturation stage 2, showed high inhibition of NF-kB whereas Japira cultivar, at maturation stages 2, 4 and 7 and Ambrosia, stage 4, showed aromatase inhibition higher than 50%. All samples except Pacovan at maturity stage 7, Tropical at maturation stage 7, showed inhibition of iNOS greater than 80%.The polyphenolic profile of seven genotypes ofjuçara was also investigated in this work. Polyphenols were classified into three phytochemical classes: flavonoids, phenolic acids and anthocyanins, with the most abundant flavonoid class.Among the identified compounds are dihydrokaempferol, protocatecuic hexoside acid, syringe hexoside acid, orientin and malvidin-glycoside.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11307
Aparece nas coleções:PPGQUI - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13482_Tese - Final.pdf5.6 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.