Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11347
Título: À margem dos jornais: uma análise de representação das áreas de vulnerabilidade social da Grande Vitória na imprensa capixaba
Autor(es): Ronchi, Ana Carolina
Orientador: Rebouças, José Edgard
Data do documento: 24-Abr-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O presente trabalho busca compreender como os jornais impressos A Gazeta e A Tribuna representam os fatos ocorridos nas áreas de vulnerabilidade social da Região Metropolitana da Grande Vitória, no Espírito Santo. Para selecionar as localidades analisadas foi utilizado o programa do Governo do Estado do Espírito Santo denominado Ocupação Social. Das 26 localidades contempladas pelo projeto 18 estão situadas na Região Metropolita. Em um primeiro momento parte-se das discussões em torno da imprensa como instituição social autorizada a narrar sobre o cotidiano. Entende-se o jornalismo como uma instância produtora de conteúdo regida sobre dinâmicas e rotinas próprias. Em um segundo momento há a discussão sobre a formação de territórios e territorialidades os entendendo aqui tanto fisicamente com os bairros vulneráveis como simbolicamente jornalismo como narrador social. A reflexão sobre a narrativa dos territórios culmina na discussão sobre a violência e como a imprensa é responsável por apresentá-la (e representá-la). Por fim são evidenciadas as informações obtidas por meio de uma Análise de Conteúdo sobre as coberturas dos jornais A Gazeta e A Tribuna em torno dos bairros vulneráveis no ano de 2016. A pesquisa aponta que os bairros de vulnerabilidade social são protagonistas nos conteúdos sobre a violência no Espírito Santo e que conteúdos culturais sobre os mesmo são quase que inexistentes. Há também a discussão em torno da abordagem dos dois jornais, suas semelhanças e diferenças ao noticiar esses fatos. Palavras-chave: Imprensa; Representação; Jornalismo; Vulnerabilidade Social; Grande Vitória.
This dissertation aims to understand how the printed newspapers A Gazeta and A Tribuna represent the areas of social vulnerability of the Metropolitan Region of Grande Vitória, in Espírito Santo. As a snippet of the localities to be analyzed, the Government of the State of Espírito Santo program called “Ocupação Social” was used. Of the 26 localities contemplated by project 18 are located in the Metropolitan Region, being also those analyzed in this research. At first, it starts off from the discussions around the press as a social institution authorized to narrate about the quotidian. Journalism is understood as a producer of content governed by its own dynamics and routines. Then there is the discussion about the formation of territories and territorialities understanding them in this research both physically - with vulnerable neighborhoods - and symbolically - journalism as social narrator. The reflection on territories culminates in the discussion about violence and how the press is responsible for presenting it (and representing it). Lastly, the information obtained through a Content Analysis on the coverage of the newspapers A Gazeta and A Tribuna around the vulnerable neighborhoods in the year 2016 is evidenced. The research indicates that the neighborhoods of social vulnerability are protagonists in the contents about violence in Espírito Santo and that cultural contents about them are almost non-existent. There is also the discussion around the approach of the two newspapers, their similarities and differences in reporting these facts.
Vulnerabilidade Social
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11347
Aparece nas coleções:POSCOM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13154_ANA_CAROLINA_RONCHI_DISSERTAÇÃO.pdf3.93 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.