Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11359
Título: Equacionamento de Conflitos Decorrentes da Gestão Compartilhada do Serviço de Salvamento Aquático no Espírito Santo.
Autor(es): CARVALHO, G. A.
Orientador: OLIVIER, Marilene
Coorientador: CERQUEIRA, A. S.
Data do documento: 18-Jan-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CARVALHO, G. A., Equacionamento de Conflitos Decorrentes da Gestão Compartilhada do Serviço de Salvamento Aquático no Espírito Santo.
Resumo: Introdução: O serviço de prevenção e salvamento aquático no Espírito Santo tem apresentado, em sua execução, uma série de conflitos decorrentes da gestão compartilhada desse serviço, no qual se inter-relacionam duas instituições: prefeituras municipais e Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo- CBMES. A literatura tem demonstrado que a presença de conflitos reduz a produtividade e a satisfação no ambiente de trabalho, impactando negativamente na segurança fornecida nos balneários capixabas. Em contrapartida, o campo da resolução de conflitos tem demonstrado que a administração pública pode se beneficiar dos conflitos quando assume um posicionamento em prol do seu equacionamento. Nesse contexto, esta pesquisa buscou responder o problema Como equacionar os diversos conflitos decorrentes da Gestão compartilhada do serviço de Prevenção e Salvamento aquático. Partindo deste princípio foi traçado o objetivo: Equacionar conflitos decorrentes da gestão compartilhada entre instituições envolvidas, direcionando-as na melhor forma de regular, gerenciar e coordenar essa atividade. Nesse cenário traçaram-se os objetivos específicos: analisar os acordos de cooperação técnica entre instituições; analisar relatórios de serviço; levantar, na percepção dos servidores diretamente envolvidos, quais os focos de conflitos; mapear os pontos principais de conflito no processo de cogestão; buscar técnicas de equacionamento dos conflitos mais aplicáveis às situações encontradas; e propor soluções para melhoria da prestação do serviço. Em termos teóricos o estudo foi amparado nas Teorias sobre negociação colaborativa baseada em interesses como elementos de equacionamento de conflitos. Quanto aos métodos e procedimentos, a pesquisa foi desenvolvida dentro da abordagem qualitativa, utilizando-se os seguintes instrumentos: entrevista semiestruturada, pesquisa documental (análise de relatórios, convênio), pesquisa bibliográfica e a observação. Os dados foram tratados de forma qualitativa, por meio das respostas dos entrevistados e anotações de campo, obtendo a participação de 31 servidores nessa pesquisa, o que representa o envolvimento de 86% do total da população diretamente envolvida. Os resultados demonstraram a existência de diversos conflitos na execução do serviço. A análise de conteúdo revelou que 83,87% dos respondedores apresentaram as interferências políticas como maior fator gerador de conflito, seguido da falta de infraestrutura e suporte logístico ineficiente, desconhecimento e descumprimento do convênio vigente, problemas interpessoais, diferenças de percepção entre instituições e diferenças salariais entre municípios vizinhos. A partir dos resultados, como produto técnico, foram elaborados dois projetos, sendo um com sugestões de alterações propostas sob a ótica e percepção dos servidores diretamente envolvidos, de ambas as instituições. O segundo projeto foi à propositura de construção coletiva do convênio, incluindo a participação dos municípios nesse processo, no qual eles também são parte interessada, visando à aproximação entre instituições.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11359
Aparece nas coleções:PPGGP - Dissertações de mestrado profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_12348_Dissertação- Versão final completa.pdf4.45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.