Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11370
Título: CONSERVAÇÃO DE ÁGUA NO PROJETO E OPERAÇÃO DE SHOPPING CENTERS: ANÁLISE COMPARATIVA COM BASE NO MÉTODO ANALYTIC HIERARCHY PROCESS (AHP)
Autor(es): BASTOS, C. S.
Orientador: CALMON, J.L.
Data do documento: 19-Jun-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: BASTOS, C. S., CONSERVAÇÃO DE ÁGUA NO PROJETO E OPERAÇÃO DE SHOPPING CENTERS: ANÁLISE COMPARATIVA COM BASE NO MÉTODO ANALYTIC HIERARCHY PROCESS (AHP)
Resumo: As áreas urbanas buscam novas opções de serviço de água, para garantir o abastecimento. A literatura acadêmica versa sobre o pensamento, de que a crise hídrica está relacionada ao crescimento urbano, no entanto o fator predominante é o aumento do consumo, independente do crescimento populacional, pois fatores comportamentais devem ser revistos à partir de simples hábitos diários. Os empresários não focam apenas nas questões de economia ou em cima da discussão ambiental, de mais vale a garantia da autonomia, pois a insegurança hídrica é cada vez mais crescente. Empreendimento como os shopping centers, poderão consumir volumes de água equivalentes a consumo de 5 mil pessoas. Para saber as percepções dos atores envolvidos nos projetos e gestão de shopping centers, esse trabalho utilizou o método Analytic Hierarchy Process (AHP), com apoio do software Expert Choice, sendo as aplicação de questionários e os resultados combinados entre todos os envolvidos, para em seguida comparar-los aos pensamentos de pesquisadores. Dados resultantes, demonstram que o conhecimento dos profissionais e empresas, nem sempre correspondem aos conceitos de boas práticas em conservação de água, visto que em um dado momento, a água de purga com baixa produção, foi a de maior valor de julgamento, como fonte alternativa. O levantamento realizado no shopping center Vila Velha, é o reflexo de um projeto executado com poucos conceitos de redução do consumo de água. Os índices das ofertas e demandas apresentaram uma possível redução do consumo de água potável, na ordem de 49%, sendo que essa economina, poderia ter sido superior, caso fossem contemplados conceitos de boas práticas no desenvolvimento do empreendimento. A base de todas as ações está no conhecimento e aplicação, para produzir uma obra mais sustentáveis, com ganhos ambientais, sociais e econômicos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11370
Aparece nas coleções:PPGEA - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_13544_Tese Celso 3105.pdf6.42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.