Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1174
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFrancalanci, Carla Costa Pinta-
dc.date.accessioned2014-11-24T18:33:22Z-
dc.date.available2014-11-24T18:33:22Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/1174-
dc.rightsopen accesseng
dc.subjectDivinopor
dc.subjectHomeropor
dc.subjectGrécia Arcaica-
dc.subjectWalter Otto-
dc.titleA experiência do divino na Grécia arcaica (a partir de Walter Otto)por
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc101por
dc.subject.br-rjbnMitopor
dc.subject.br-rjbnEpifaniapor
dc.subject.br-rjbnDeuses gregospor
dc.subject.br-rjbnGréciapor
dcterms.abstractTomando por referência os livros “Teofania”, “Os Deuses da Grécia”, “Dionysus - Myth and Cult de Walter Otto (1874/1958) a pesquisa quer pensar a leitura que o filólogo alemão faz da concepção grega do divino em seus primórdios. Trata-se, portanto, de reflexão de sua obra sobre a religião, a crença e o pensamento na Grécia de Homero. Pensamento que, para Otto, se determina por uma objetividade radical, isto é, um olhar que se volta inteiramente para fora, à contemplação do mundo exterior, mas cuja contemplação reflete as vivências do homem em “imagens primordiais” que lhe darão a visão de si mesmo, a sua direção, a sua medida. Não há uma voz interior, ou seja, um interior psicológico regido por um sujeito fundado numa vontade. O divino grego de Otto não é uma forma - uma manifestação do serparticular, i.e., ele não é uma realidade singular desse mundo histórico, mas a articulação de todas as referências que situam esse mundo em seu modo de ser. Ele, pois, é o puro configurar do mundo ao qual essas referências ganham a configuração de um sentido. Ele é seu mito. Portanto, o divino grego de Otto não está apartado do mundo, mas é o mundo em sua forma pura, e que, ao contrário, está profundamente imiscuído em correlação mútua com mito, homem e mundo: ele é o domínio onde o homem contempla a si e ao mundo. Sua dimensão ainda hoje, para além de qualquer conceito, se delineia no mistério e no enigma que se conserva sob qualquer ponto de vista e que por isso mesmo ilumina com a mais absoluta profundidade a existência em todos os seus meandros.por
dcterms.creatorBastos, Daniel Ferstl Ferreira-
dcterms.dateSubmitted2014-03-31-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2014-03-31-
dcterms.languageporpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Filosofiapor
dc.subject.cnpqFilosofiapor
dc.publisher.courseMestrado em Filosofiapor
dc.contributor.refereeBocayuva, Izabela Aquino-
dc.contributor.refereeLuchi, José Pedro-
Aparece nas coleções:PPGFIL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao.Daniel Ferstl Ferreira.pdf486.87 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons