Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1271
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSoares, Luís Eustáquio-
dc.date.accessioned2015-01-16T18:43:29Z-
dc.date.available2015-01-16T18:43:29Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/1271-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santo-
dc.rightsopen accesseng
dc.subjectSkoob (Rede social on-line)por
dc.subjectCrítica literáriapor
dc.subjectLeitor da rede social Skoobpor
dc.subjectLiterary criticismeng
dc.subjectReader of the social network Skoobeng
dc.titleA recepção da obra de Paulo Coelho pela crítica literária e pelo leitorpor
dc.typedoctoralThesiseng
dc.subject.udc82-
dc.subject.br-rjbnCoelho, Paulo, 1947- Crítica e interpretaçãopor
dc.subject.br-rjbnLiteratura brasileira - História e críticapor
dc.subject.br-rjbnLivros e leitura - Aspectos sociológicospor
dcterms.abstractPropõe-se um estudo acerca da recepção da obra de Paulo Coelho pela crítica literária e pelo leitor, envolvendo a indústria cultural, sob a perspectiva da Sociologia da Literatura. A pesquisa justifica-se pela grande proporção de leitores que a obra atinge: traduzida para 81 idiomas e lida em 168 países, tendo boa aceitação por diferentes perfis de leitores e por muitos críticos literários de outros países. No Brasil, a produção do escritor é recebida com uma certa reserva pela crítica literária. As intervenções da indústria cultural são discutidas por meio de um diálogo estabelecido entre Theodor W. Adorno, Max Horkheimer, Pierre Bourdieu, Umberto Eco, Luiz Costa Lima e Muniz Sodré. Em seguida, estabelece-se uma discussão sobre valor estético em relação à literatura contemporânea. Posteriormente, são mostradosos elementos temáticos recorrentes e a proximidade da narrativa coelhana com a oralidade, a partir da influência das canções compostas em parceria com Raul Seixas e da operaçãodos gêneros parábola e fábula.A recepção da crítica é analisada, baseando-se em estudos de Mário Maestri, Eloésio Paulo, teses e dissertações, artigos, entre outros. A recepção do leitor tem como aporte teórico Antonio Candido e Roger Chartier, dentre outros, apoiando-se na Estética da Recepção, especificamente nos estudos de Hans Robert Jauss e Regina Zilberman. É analisada a recepção da obra de Paulo Coelho pelos leitores da rede social Skoob, a fim de verificar o gênero, a idade,o nível de escolaridade, a condição socioeconômica e cultural e as impressões de leitura destes. Compreendendo esses sujeitos-leitores, historicamente, e valendo-se de outros aspectos (em vez dos estéticos) apontadospela Sociologia da Literatura, é possível estabelecer diálogos entre as preferências desses leitores com obras já legitimadas pela teoria e crítica literárias, ampliando o repertório destes e contribuindo para a mediação e a promoção da leitura, no Brasil.por
dcterms.abstractWe propose a study onthe reception of Paulo Coelho’s work by literary critics and readers, involving culture industry, from the perspective of Sociology of Literature.The research is justified by the large number of readers that Paulo Coelho’s work reaches: it is translated into 81 languages and it is read in 168 countries, with good acceptance by different readershipprofilesand by many literary critics from other countries.In Brazil, the writer’s productionis received with a littlereserve by literary criticism. The interventions of the culture industry are discussed through a dialogue established between Theodor W. Adorno, Max Horkheimer, Pierre Bourdieu, Umberto Eco, Luiz Costa Lima and Muniz Sodré. Then a discussion about aesthetic valueis established related to contemporary literature. Later, we discuss the recurring thematic elements and the closeness ofcoelhana’s narrative with orality, from the influence of songs written in partnership with Raul Seixas and the role of parable and fable genres.The critical reception is analyzed, based on studies of Mario Maestri, Eloésio Paulo, theses and dissertations, among others. The reader reception as theoretical contribution Antonio Candido and Roger Chartier, among others, supported on the Aesthetics of Reception, specifically in Hans Robert Jauss studies and Regina Zilberman.It is analyzed the reception of Paulo Coelho’ workby readers of thesocial network called Skoobin order to verify the level of gender, age, education, socioeconomic and cultural conditions and theirreading impressions. When we try to understand these subject readers, historically, and drawing on other aspects (rather than aesthetic) presented Sociology of Literature, it is possible to establish dialogues between the preferences of those readers with works already legitimized by theory and literary criticism, expanding their repertoire and also contributing to the mediation and promotion of reading in Brazil.eng
dcterms.creatorPin, Adriana-
dcterms.dateSubmitted2014-10-31-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2014-10-31-
dcterms.languageporpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Letraspor
dc.subject.cnpqLetraspor
dc.publisher.courseDoutorado em Letraspor
dc.contributor.refereeMartha, Alice Áurea Penteado-
dc.contributor.refereeSalgueiro, Maria Amélia Dalvi-
dc.contributor.refereeOliveira, Anelito Pereira de-
dc.contributor.refereeOliveira, Jurema José de-
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese Adriana Pin.pdf2.37 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons