Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1297
Título: A guerrilha esquecida : memórias do Caparaó (1966-67), o primeiro foco guerrilheiro contra a ditadura militar no Brasil
Autor(es): Almeida, Dinoráh Lopes Rubim
Orientador: Fagundes, Pedro Ernesto
Data do documento: 2014
Resumo: Este estudo tem como objetivo discutir a memória histórica do primeiro foco guerrilheiro no Brasil, organizado pelo Movimento Nacional Revolucionário (MNR), em 1966-1967, com o apoio de Leonel Brizola e de Cuba, na região do Caparaó, divisa dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Assim, o estudo se propõe a analisar o pouco conhecido episódio da formação, do idealismo e do desfecho que envolveu a Guerrilha do Caparaó, apresentando as memórias dos guerrilheiros (sendo em sua grande maioria ex-militares), dos agentes da repressão, dos setores conservadores da sociedade e dos habitantes das comunidades do entorno do atual Parque Nacional do Caparaó, demonstrando, assim, as diferentes percepções e representações sobre a referida Guerrilha. Para tanto, será exposto todo o contexto histórico da época em questão. Como metodologia, utilizaremos o conceito de memória, que, em suas ramificações, abrangerá a história oral, além de análises bibliográficas, pesquisas em jornais do período (A Gazeta, O Globo, Jornal do Brasil, A Última Hora, Tribuna da Imprensa, Correio da Manhã, O Estado de São Paulo, Estado de Minas, O Diário da Tarde), em revistas (O Cruzeiro, Opinião e Revista Capixaba) e em documentos da Delegacia de Ordem Política e Social (DOPS) dos Arquivos Públicos dos estados do Espírito Santo e Minas Gerais, e documentos do Serviço Nacional de Informação (SNI), do Arquivo Nacional.
This study discusses the historical memory of the first guerrilla groups from Brazil, organized by the National Revolutionary Movement (MNR), in 1966-1967, supported by Leonel Brizola and Cuba, at Caparaó region, boundaries between the states of Minas Gerais and Espírito Santo. It proposes the analysis of the little-known episode of the creation, idealism and outcome that involved the Caparaó Guerrilla, with guerrillas’ memories (most of them were ex-militaries), the agents of repression, the conservative sectors of society and the inhabitants from the communities surrounding the Caparaó National Park, presenting the different perceptions and representations about such Guerrilla. The historical context about this period of Brazilian history will be exposed. As methodology, the concept of memory will be used, which, in its ramifications, deals with oral history and bibliographic analysis, research in newspapers of the period (A Gazeta, O Globo, Jornal do Brasil, A Última Hora, Tribuna da Imprensa, Correio da Manhã, O Estado de São Paulo, Estado de Minas, O Diário da Tarde), in magazines (O Cruzeiro, Opinião e Revista Capixaba), documents from Department of Political and Social Order (DOPS), taking into account Public Arquives from both states (Espírito Santo e Minas Gerais), and documents from the National Information Service (SNI), which belongs to the National Archive.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1297
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao.Dinorah Rubin.pdf7.15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons