Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1459
Título: O agir cotidiano dos gestores da Estratégia Saúde da Família em um município do Espírito Santo
Autor(es): Gomes, Fernanda Nascimento
Orientador: Lima, Rita de Cassia Duarte
Data do documento: Ago-2014
Resumo: O Sistema único de Saúde (SUS) pode ser considerado uma das maiores conquistas sociais consagradas na Constituição de 1988, representando a materialização de uma nova concepção acerca da saúde no Brasil. As diretrizes do SUS são importantes instrumentos indutores de mudanças e modernização da gestão, incluindo aspectos relativos à organização da assistência, como sua humanização e também a busca de maiores níveis de desempenho e responsabilidade institucional para com os resultados alcançados. Diversos autores tem se debruçado sobre o tema gestão, porém, qual o modelo de gestão que conseguiria combinar um papel ativo, de liderança e de coordenação para gestores com autonomia? Este estudo objetiva analisar a prática da gestão nos serviços de saúde do município de Itapemirim/ES, buscando compreender as múltiplas e complexas dimensões que orientam essa prática, tendo como principal fonte as entrevistas de seus gestores. O município adota uma política de gestão participativa na saúde com várias instâncias formais e pratica um investimento em saúde acima do preconizado pela Constituição Federal o que permite um investimento em estruturação e oferta de serviços públicos. Do ponto de vista metodológico, o estudo adota a abordagem qualitativa através de entrevistas semiestruturadas, focalizando a gestão como um mundo social e expressão dos processos presentes nas organizações e que atravessam os relatos coletados. Foram entrevistados três gestores, sendo esses, Secretário Municipal de Saúde, Diretora da Atenção Primária em Saúde e Coordenadora de Estratégia Saúde da Família do município de Itapemirim. A análise do material empírico teve como um de seus eixos o estudo do percurso profissional dos gestores, especialmente os processos que os levaram à função de gestão. A contingência marca essas trajetórias que se desenrolam em um contexto em que, em alguns dos casos, percebe-se que não existe qualquer exigência quanto à formação de gestão. Outro eixo abordado são as práticas de gestão onde são examinados os sentidos que o exercício da função de gestor tem para os sujeitos, como também as suas estratégias de trabalho, planejamento e ferramentas de uso. O exame das práticas de gestão norteia-se pela análise das possibilidades e limites para desencadear processos de mudança. Os depoimentos apontam as características dessas experiências de gestão, que procuram construir condições para processos de mudança, seja através das experiências anteriores desses gestores ou das estratégias de trabalho e do sistema de gestão articulado que procuram desenvolver. Os projetos profissionais dos gestores entrevistadas vão claramente se definindo no âmbito da gestão: se veem, não mais como profissionais de sua área de formação original (enfermeiro, farmacêutico ou cirurgião dentista), mas acima de tudo como gestores, alimentados pelo reconhecimento de suas capacidades de mobilização e de desenvolvimento de mudanças relativas a outras realizações no campo da gestão.
The Single Health System (SUS) can be considered one of the greatest social achievements enshrined in the 1988 Constitution, representing the embodiment of a new conception of health in Brazil. SUS guidelines are important inducers instruments of change and modernization of management, including aspects related to the organization of care, as its humanization and also the pursuit of higher levels of performance and institutional accountability for the results achieved. Several authors have been addressing the issue management, but which management model that could combine an active role in leadership and coordination for managers with autonomy? This study assesses the practice of management in health services in the municipality of Itapemirim / ES, seeking to understand the multiple and complex dimensions that guide this practice, consisting mainly of interviews with their managers. The council adopts a policy of participatory management in health with various formal bodies and practicing an investment in health above the recommended by the Federal Constitution which allows structuring and investment in public services. From a methodological point of view, the study adopts a qualitative approach using semi-structured interviews, focusing on management as a social world and an expression of processes in organizations and crossing the interviewees. Three managers were interviewed these, Municipal Secretary of Health, Director of Primary Health Care and Coordinator of the Family Health Strategy of the municipality of Itapemirim. The analysis of the empirical material had as one of its principles study of the career paths of managers, especially the processes that led to the management function. The contingency brand these trajectories that unfold in a context in which, in some cases, it can be seen that there is no requirement as to management training. Another aspect addressed are the management practices which are examined senses that the exercise of the function of manager is to the subjects, as well as their strategies work, planning and use of tools. The examination of management practices is guided by the analysis of the possibilities and limits for triggering processes of change. The statements show the characteristics of these management experiences, seeking to build conditions for change processes, either through previous experience of these managers or work strategies and management system articulated seeking to develop. Professionals interviewed managers of projects will clearly defining the scope of management: see themselves, not as professionals in their area of original training (nurse, dentist or pharmaceutical), but above all as managers, fueled by the recognition of their capacities for mobilization and development-related changes to other achievements in the field of management.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1459
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
O AGIR COTIDIANO DOS GESTORES DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA.pdf1.36 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons