Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1699
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorRebouças, Moema Lúcia Martins-
dc.date.accessioned2016-02-01T11:51:08Z-
dc.date.available2016-06-24T06:00:08Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/1699-
dc.rightsopen accessen
dc.titleMuseu e escola : espaços de sentidospor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc37por
dc.subject.br-rjbnArte e educação - museuspor
dc.subject.br-rjbnArte - educaçãopor
dc.subject.br-rjbnMuseus e escolaspor
dc.subject.br-rjbnSemiótica e as artespor
dcterms.abstractEsta pesquisa procurou compreender como o Museu de Arte do Espírito Santo (MAES) atua na produção de sentidos dos estudantes, a partir das relações estabelecidas com a escola, e, nesse proceder, como o museu compreende a arte e a escola como destinatária de suas ações. Os sujeitos da pesquisa foram 98 crianças, do 5º ano do Ensino Fundamental I, de uma escola privada de Vitória. A pesquisa teve como corpus os discursos verbo-visuais produzidos pelas crianças nessa relação museu e escola, bem como as performances discursivas do Programa de Ação Educativa do Museu, no que concerne à formação de educadores e ao programa ciclo de palestras. Como metodologia de pesquisa, utilizou-se o estudo exploratório, e o aporte teórico foi a semiótica discursiva. A coleta de dados ocorreu no museu e na escola. No Museu, a partir de eventos que nortearam a exposição “Meu País Tropical”, da artista alemã, Heidi Lieberman, e das ações educativas propostas pelo MAES; na Escola, com o mapeamento inicial para compreender como e quais os sentidos eram apontados pelas crianças quanto ao conhecimento delas sobre a arte e sobre um museu de arte (antes da realização de sua primeira visita a esse espaço, o que elas sabem e qual a compreensão que elas têm da arte), bem como, nas produções plásticas e verbo-visuais produzidas por elas após a visita à instituição museal. Os resultados da pesquisa apontam que a metodologia analítica da semiótica discursiva contribuiu, de forma significativa, para desvelar os sentidos apontados pelas crianças no museu e na escola. Por meio dos discursos verbo-visuais produzidos por elas, compreendeu-se que uma educação pelo sensível, em consonância com relações de bons encontros no museu e na escola, pode propiciar uma experiência singular e significativa, que aguce a sensibilidade e reencante a educação.por
dcterms.abstractThis research aims to understand how the Art Museum of Espírito Santo (MAES) acts in the production of meaning for the students, from the relations stablished with the school, and, in this proceeding, how the museum understands art and school as a final goal to its actions. The research subjects were 98 5th grade children of a private Elementary School in Vitória. The research had as corpus the verbal-visual discourses produced by the children in this link between museum and school, as well as discourse performances from the Educational Programme of Action of the Museum, regarding the teacher training and the lecture circle program. The research methodology used the exploratory study and the theoretical framework was semiotics discursive semiotics. The data collection took place in the museum and in the school. In the Museum, from events that guided the exhibition " My Tropical country," from the german artist Heidi Lieberman , and from educational activities proposed by MAES; in the school, with the initial mapping to understand how and what directions were pointed out by the children concerning their knowledge about art and about an art museum (that happened before their first visit to this space , what they know and what understanding they have of art), as well as in their visual and verbal- visual productions after their visit to the museum institution. Finally, for analysing the verb-visual texts, there were dialogues with the stages of cognitive development proposed by Michael Parsons (2002). The survey results indicate that the analytical methodology of discursive semiotics contributed significantly to uncover the directions indicated by the children in the museum and in the school. Through the verbal-visual discourses produced by them, it was understood that an education for the sensitive, aligned with good meetings in the museum and in the school, may have power and provide a unique and significant experience that sharpens the sensitivity and brings back the enchantment in education.eng
dcterms.creatorMattos, Ivana de Macedo-
dcterms.dateSubmitted2015-08-03-
dcterms.formattext-
dcterms.issued2015-
dcterms.languagepor-
dcterms.subjectSemiótica discursivapor
dcterms.subjectSemiótica plásticapor
dcterms.subjectMuseum and schooleng
dcterms.subjectDiscursive semioticseng
dcterms.subjectPlastic semioticseng
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopor
dc.subject.cnpqEducação-
dc.publisher.courseMestrado em educação-
dc.contributor.refereeCola, César Pereira-
dc.contributor.refereeFoerste, Gerda Margit Schütz-
dc.contributor.refereePillar, Analice Dutra-
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MUSEU E ESCOLA ESPAÇOS DE SENTIDOS.pdf8.65 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons