Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1909
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorCarvalho, Janete Magalhães-
dc.date.accessioned2016-06-02T18:39:58Z-
dc.date.available2016-06-24T06:00:06Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/1909-
dc.rightsopen accesseng
dc.subjectMovimentos curricularespor
dc.subjectForça-invençãopor
dc.subjectEveryday schooleng
dc.subjectCurricular movementseng
dc.subjectExperienceeng
dc.subjectForce-inventioneng
dc.titleA força-invenção da docência e da infância nos processos de aprenderensinarpor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc37-
dc.subject.br-rjbnCurrículospor
dc.subject.br-rjbnExperiênciapor
dc.subject.br-rjbnEducação - Filosofiapor
dc.subject.br-rjbnInfânciapor
dc.subject.br-rjbnProfessorespor
dc.subject.br-rjbnCotidiano escolarpor
dcterms.abstractProblematiza a potência da força-invenção dos processos de aprenderensinar experienciados nos espaçostempos escolares. Trata de uma cartografia das experiências de docentes e crianças, produzida em uma Escola Municipal de Ensino Fundamental do município de Serra/ES, que se traduz como acompanhamento das redes de saberesfazeres tecidas no cotidiano escolar por esses sujeitos. Tal acompanhamento foi produzido por meio de observações, registros no diário de campo, fotográfico e de áudio, assim como das conversas com as crianças e docentes. Busca compreender o que vem sendo produzido como potência de vida na escola, a partir das experiências e invenções dos que fazempensam o cotidiano escolar. Tem como principais intercessores teóricos Gilles Deleuze, Félix Guattari, Michel Foucault, Peter Pelbart e Jorge Larrosa, que ajudam a pensar nas possibilidades de uma experiência-limite para superação da Imagem dogmática do pensamento e para a potencialização dos movimentos curriculares. O conceito de experiência em Larrosa e de força-invenção em Pelbart indicam brechas para o CurrículoExperiênciaInvenção. Este, pensado na imanência do cotidiano escolar, evidencia que é possível e necessário estar na escola apostando nos bons encontros e em afetos alegrespor
dcterms.abstractIt aims to problematize the power of force-invention of learnig-teaching processes experienced in school space-times. It is a mapping of teacher’s and children’s experiences, produced in a Municipal Elementary School in Serra/ES, which translates the monitoring knowlegde-action networks woven into the everyday life in school by these people. Such monitoring was produced through observations, journaling field, photographic and audio, as well as conversations with the children and teachers. It aims to understand what is being produced as power of life at school, from the experiences and inventions of those who actthink the school routine. Its main theoretical intercessors are Gilles Deleuze, Félix Guattari, Michel Foucault, Peter Pelbart and Jorge Larrosa, which help to think about the possibilities of a limit-experience to overcome the dogmatic image of thought and to the enhancement of curriculum movements. The concepts of experience in Larrosa and force-invention in Pelbart indicate gaps for Curriculum-Experience-Invention. This one, thought on the immanence of daily school life, shows that it is possible and necessary to be in school betting on good encounters and joyful affectionseng
dcterms.creatorLourenço, Suzany Goulart-
dcterms.dateSubmitted2015-07-16-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2015-07-16-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação-
dc.subject.cnpqEducaçãopor
dc.publisher.courseMestrado em Educação-
dc.contributor.refereeFerraço, Carlos Eduardo-
dc.contributor.refereeSimões, Regina Helena Silva-
dc.contributor.refereeDelboni, Tânia Mara Zanotti Guerra Frizzera-
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SUZANY GOULART LOURENÇO 2015.pdf5.87 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons