Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1921
Título: Diálogos sobre os processos formativos socioprofissionais do professor de arte no contexto da educação infantil do município de Serra/ES : um estudo de caso
Autor(es): Sten, Samira da Costa
Orientador: Foerste, Gerda Margit Schutz
Palavras-chave: Processos formativos
Trabalho docente
Educação infantil
Data do documento: 5-Dez-2014
Resumo: Este estudo teve como objetivo geral compreender como se constitui o trabalho docente do professor de Arte mediado pelos processos formativos socioprofissionais no contexto da Educação Infantil no município de Serra/ES. Buscamos na particularidade do professor de Arte os processos mediadores que o formam e o constituem como docente. Delimitamos como objetivos específicos: analisar a constituição do trabalho docente do professor de Arte mediado pelos processos formativos socioprofissionais; problematizar o processo de inserção profissional do professor de Arte no contexto da Educação Infantil do município de Serra/ES e refletir sobre as especificidades do trabalho do professor de Arte com crianças pequenas. E, para tanto propomos uma investigação de natureza qualitativa, na qual o percurso metodológico se deu por meio de estudo de caso em que utilizamos como instrumentos metodológicos: diário de campo, entrevistas semiestruturadas e observação participante. Foram analisadas experiências vividas no cotidiano e produzidas nos embates teórico-práticos que emergem no dia a dia do professor de Arte e por sua vez dialogam com seu processo de formação. Com intuito de compreendermos os processos de constituição docente em sua totalidade no contexto da Educação Infantil do município de Serra/ES nos abrimos ao diálogo com o professor de Arte buscando os processos sociais que engendram sua formação em espaços da Educação Infantil. Verificamos especialmente as inter-relações entre os pares na constituição de sua trajetória socioprofissional, a mediação com o espaço físico e os sujeitos, bem como as formações promovidas pelas instituições formadoras no município em tela. Serve de aporte teórico para este estudo a abordagem sócio-histórica de Lev. S. Vigotski e, para dialogarmos com a produção teórica sobre a formação docente, buscamos interlocuções com a Pedagogia de Paulo Freire e com a obra de autores como Antônio Nóvoa e Menga Lüdke, com os quais dimensionamos o conceito de profissionalização docente. Os resultados da pesquisa apontam para a frágil formação do docente em artes para o trabalho docente na Educação Infantil. Contudo, constata a importância da inclusão desse profissional nos quadros da docência com crianças pequenas. Verifica-se a existência de formação continuada, todavia esta não leva em conta a totalidade dos eventos socioprofissionais que afetam o professor de Arte acarretando um processo aligeirado, construído em sua maioria por meio de processos de autoformação tendo apenas as professoras regentes e o contexto de trabalho como local de produção de conceitos e práticas; os resultados também apresentam uma fragmentação do espaço/tempo da Educação Infantil em hora/aula com um velado contexto de disciplinas como descaracterização da integralidade das propostas educativas da Educação Infantil, isso ocorre por meio da presença do professor de Arte que garante o tempo de planejamento das professoras regentes. Todavia, as especificidades do trabalho do professor de Arte como profissional responsável por uma parcela de ampliação das experiências e das vivências sensíveis e estéticas das crianças se estabelece, entretanto sua profissionalização ainda se apresenta como um processo precário, visto que pouco sistematizado. Isso suscita dificuldades na sua constituição socioprofissional e, por conseguinte, no seu trabalho. Assim, ressaltamos que sua presença na Educação Infantil possibilita uma concretude dialógica com os professores, que produzem outros saberes e sentidos naquele contexto, mas impõe a necessidade de maior investimento na formação continuada desses profissionais e rediscussão dos espaços e atribuições que ocupam e respondem na formação da criança pequena.
This study had as main objective to understand how the teaching work of art teacher mediated by socio-professional training processes in the context of early childhood education in municipality of Serra/ES is constituted. We seek in the particularity of art teacher mediating processes that form and constitute him/her as a teacher. We defined specific objectives: to analyze the constitution of teaching work of art teacher mediated by socio-professional training processes; problematize the process of professional insertion of art teacher in the context of early childhood education in municipality of Serra/ES and reflect on the specifics of the work of art teacher with small children. And, therefore, we propose a qualitative research, in which the methodological approach was through a case study in which we used as methodological tools: field diary, semi-structured interviews and participant observation. Concrete daily experiences and produced in theoretical and practical struggles that emerge on a daily teacher of Art and in turn dialogue with its forming process were analyzed. In order to understand the processes of teaching constitution in its totality in the context of early childhood education in municipality of Serra/ES we open to dialogue and sensitive listening teacher of Art and verify the echoes and resonances of formations promoted by educational institutions and inter-relationships with peers in the constitution of their socio-professional trajectory. We seek dialogues with the Pedagogy of Paulo Freire as teacher training, with the socio-historical perspective of Lev. S. Vygotsky and the work of Antonio Nóvoa as well as the research developed by Menga Lüdke and Claude Dubar to understand the teaching professional socialization. The survey results point to the existence of continuing education, but forged in a logical work installed in contradictions, since it does not take into account the totality of social and professional events of art teacher leading with it a process of continuing education lightened and deficit, built mostly through self-training process with only the regents teachers and the work context as the production site; the results also show a temporal fragmentation and veiled disciplining as a mischaracterization of the completeness of the educational proposals of early childhood education, in order that through the presence of the teacher of Art operates the logic of planning Regents of teachers from the time process / class. However, the specifics of the work as a professional art teacher responsible for a portion of broadening experiences and sensitive and aesthetic experiences of young children is established, however professionalization suffers a process of continuing education deficit that raises difficulties their occupational constitution and therefore his work. However, as a contribution of this research emphasize the possibility of a concrete dialogue with those teachers who now produce other knowledge and senses in kindergarten
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1921
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Samira da Costa Sten.pdf2.66 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons