Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1963
Título: Seleção de fungos com capacidade de degradação de tocos de Eucalyptus spp. para utilização na destoca biológica
Autor(es): Costa, Lais Gonçalves da
Orientador: Jesus Junior, Waldir Cintra de
Coorientador: Paes, Juarez Benigno
Palavras-chave: Deterioração de tocos
Fungos xilófagos
Stress wave timer
Eucalipto
Madeira - Deterioração
Fungos apodrecedores de madeira
Madeira - Química
Data do documento: 25-Nov-2014
Resumo: O presente trabalho teve por objetivo avaliar, por meio do isolamento e seleção de fungos, o potencial degradador dos mesmos em tocos de Eucalyptus spp., a fim de desenvolver uma alternativa para o processo convencional da retirada de tocos em povoamentos de Eucalyptus spp. Para tanto, foram coletados discos de tocos deteriorados de eucalipto no campo, e a partir destes foram isolados os fungos. A fim de verificar o potencial de degradação de madeira dos fungos isolados, estes foram testados no experimento de pré-seleção. Foi realizada a identificação molecular dos isolados que apresentaram potencial de degradação no experimento de pré-seleção. Os fungos selecionados como potencial degradadores da madeira foram avaliados em ensaio de apodrecimento acelerado para detectar a real capacidade de deterioração. Após este ensaio, foi realizada a análise química da madeira deteriorada para verificar quais constituintes da madeira foram deteriorados pelos fungos. O potencial de degradação em tocos no campo pelos fungos selecionados foi avaliado com o auxilio de um penetrômetro de impacto e por meio da velocidade de propagação das ondas de tensão (Stress wave timer), após quatro meses da inoculação. O isolamento de fungos a partir de tocos no campo permitiu a obtenção de 7 fungos com potencial de degradação de madeira de eucalipto. Os fungos identificados foram Resinicium confertum, Phanerochaete chrysosporium e Trichoderma citrinoviride. A análise química determinou, de maneira geral, a maior preferência pela lignina na posição da madeira mais consumida. Foi observada a presença dos fungos nos tocos inoculados após o término do ensaio de campo, porém a degradação teve pouca variação em relação aos tocos não inoculados.
The present work aimed to evaluate, through the isolating and selection of fungi, the degradation potential thereof in stumps of Eucalyptus spp., in order to develop an alternative to the conventional process of stumps removal in Eucalyptus spp. Therefore, were collected discs in decayed eucalyptus stumps in the field, and from these were isolated fungi. In order to verify the potential degradation of wood fungi isolated, these were tested in the pre-selection experiment. Was performed molecular identification of isolates exhibiting degradation potential in the preselection experiment. Fungi selected as degrading potential of wood were evaluated in accelerated decay test to detect the actual capacity of deterioration. After this test, was performed a chemical analysis of the decayed wood to verify which wood constituents were damaged by the fungi. The stumps degradation potential in the field by the selected fungi was evaluated with the aid of a penetrometer of impact and through the speed of propagation of stress waves, after four months of inoculation. Isolation of fungi from the field stumps afforded 7 fungi with degradation potential of eucalyptus wood. The identified fungi were Resinicium confertum, Phanerochaete chrysosporium and Trichoderma citrinoviride. Chemical analysis of the wood determined, in generally, most preferably of lignin in the most consumed position of the wood. It was observed the presence of fungi in the inoculated stumps after the field test, but the degradation had little variation in relation to non-inoculated stumps.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/1963
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao Lais Goncalves.pdf2.24 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons