Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2103
Título: Caxambu, olhares para além do horizonte
Autor(es): Moura Junior, Clair da Cunha
Orientador: Guimarães, Aissa Afonso
Data do documento: 27-Jun-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Neste trabalho, pesquisamos o jongo como bem cultural do patrimônio imaterial brasileiro inscrito no Livro das Formas de Expressão em 2005, conforme registro realizado pelo Iphan. O jongo é uma manifestação cultural que consiste na realização de uma dança coletiva ao som de batidas de tambores e de cantos improvisados e metafóricos, em que se acredita trazer em seu bojo práticas de magia . Sua raiz é atribuída aos escravos, principalmente, de origem bantu, que trabalhavam nas lavouras de café e de cana-de-açúcar localizadas no Sudeste brasileiro. Parte-se da premissa de que o jongo reúne memórias coletivamente cultivadas e, como um jogo praticado dentro de limites espaciais e temporais próprios segundo uma ordem, promove a formação de grupos sociais com tendência a rodearem-se de segredo. Esse fazer cultural desde o seu surgimento serve como elemento aglutinador de um grupo, o que o torna artefato representativo da comunidade e escopo de ações de reconhecimento por parte do Estado. A investigação teve como foco compreender, por meio das memórias do mestre Antônio Raimundo da Silva e da sua família, em diálogo com outros estudos de autores que se comunicam intertextualmente com o objeto analisado, os processos de manutenção, circulação e renovação do universo simbólico ocorridos no Caxambu do Horizonte.
In this work, we research jongo / caxambu in Caxambu Horizon Group, located in the district of Celina, Alegre, Espírito Santo. The group has a family composition led by Master Antonio Raimundo da Silva. This research focuses on understanding the processes maintenance, circulation and renewal of the symbolic universe that occurred in this group, through the memories of the master and his family; in dialogue with other studies authors who communicate with the object analyzed. The cultural practice consists of making a collective sound of the beating of drums and improvised songs and metaphorical which has its root assigned to slaves, mostly of Bantu origin, who worked in the coffee plantations and sugar cane dance localized in southeastern Brazil. As recording performed by Iphan inscribed in the Book of Forms of Expression in 2005, with the title of Cultural Heritage of Brazil. The Jongo / Caxambu since their emergence serves as a unifying element groups comprising collectively cultivated memories within own spatial temporal limits of a game and, following an internal order of each group, promoting the affirmation of the identity of these communities. Investigate this transmission context of memories and identity construction in the Caxambu Horizon Group, through oral narratives and "points" sung
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2103
Aparece nas coleções:PPGA - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6640_UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO - Dissertação Completa.pdf6.42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.