Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2116
Título: Paneleiras de Goiabeiras & paneleiros de Guarapari : limites e influências entre patrimônio cultural, artesanato e mercado
Autor(es): Muniz, Geysa Salmásio
Orientador: Guimarães, Aissa Afonso
Data do documento: 15-Jul-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta pesquisa visa compreender as relações entre o artesanato, o patrimônio cultural imaterial e o mercado, analisando as influências que um exerce sobre o outro. Para tanto, realizamos um estudo de caso comparativo entre as paneleiras de Goiabeiras, cujo ofício é registrado como patrimônio cultural imaterial, e os paneleiros de Guarapari, que não possuem o registro, por seu modo de fazer panela de barro não seguir a mesma tradição do grupo de Goiabeiras. Sendo assim, analisamos os modos de fazer dos dois grupos, as semelhanças e diferenças nas duas produções, as relações mercadológicas, sociais, políticas e ambientais envolvidas entre ambos e as políticas públicas que apoiam ou não os grupos pesquisados. Inicialmente apresentamos os grupos e seus modos de fazer panela de barro preta, utilizando os conceitos de patrimônio cultural e artesanato para contextualizar essas produções. Em seguida, observamos as principais diferenças e semelhanças nesses modos de produção, analisamos como acontece a inserção e o desenvolvimento do artesanato e do patrimônio no mercado, assim como as relações sociais entre os grupos de artesãos; identificamos as políticas de salvaguarda e os principais programas de incentivo ao artesanato; e apontamos as influências e relações entre artesanato, patrimônio cultural imaterial e mercado. Sugerimos ainda, alguns caminhos possíveis para melhor apoiar esses grupos e desenvolver sua autonomia.
This research aims to understand the relationship between craft, the intangible cultural heritage and the market, analyzing the influences of one over the other. To this end, we conducted a comparative case study between clay pot makers from Goiabeiras, whose occupation is recorded as intangible cultural heritage, and clay pot makers from Guarapari, have a way to make clay pot of different clay pot makers from Goiabeiras. Thus, we analyze the ways of making the two groups, the similarities and differences in the two productions, market relations, socials, politics and environmental issues involved between them and the public policies that support or not the groups surveyed. Initially we present the groups and their ways of doing of black clay pot, using the concepts of cultural heritage and craftsmanship to contextualize these productions. Then we observed the similarities and differences in these modes of production, we analyzed as happens the insertion and development of handicrafts and heritage in the market, as well as social relations between the groups of artisans; we identified the safeguard policies and major programs to encourage the craft; and we pointed out the influences and relationships between craft, intangible cultural heritage and market.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2116
Aparece nas coleções:PPGA - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7872_Dissertação Geyza FINAL.pdf6.83 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.